Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Omar Aziz: “precisamos imunizar as pessoas e cuidar das que se salvaram também”

Parlamentar do Amazonas propõe que 70% da população do Estado seja imunizada para evitar uma terceira onda e que sejam criados centros de reabilitação para ajudar recuperados do Covid-19 que ficaram com sequelas.

Em entrevista a uma rádio local, o Senador Omar Aziz revelou dois pedidos ao Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello: que pelo 70% da população do Amazonas seja imunizada com a vacina rapidamente, para evitar uma terceira onda no Estado, e que sejam criados centros de reabilitação para recuperados do Covid-19 que ainda apresentam sequelas. Durante a entrevista, Omar Aziz deu detalhes sobre as duas iniciativas.

“Importante ressaltar que eu não tirei o número de 70% da cabeça. Isso é recomendação científica, 70% é o que os especialistas preveem como necessário para evitar uma ‘terceira onda’ no Amazonas ainda mais avassaladora do que enfrentamos neste momento. O Estado foi o que mais sofreu na ‘primeira onda’. E é o que está mais sofrendo na ‘segunda onda’”, destacou Omar Aziz.

“Quando um avião com 200 passageiros cai em qualquer lugar do planeta, é notícia no mundo inteiro. Está caindo um por dia no Amazonas. São 200 óbitos por dia. O Amazonas, percentualmente, é primeiro lugar no mundo em óbitos. Se não houver a imunização de 70% da população, vamos sofrer novas ondas de Covid. É o momento de fazer apelo ao Ministro da Saúde. Não temos mais tempo para esperar. Morte é irreversível, não tem volta. Pessoas perdem familiares e amigos, eu perdi um irmão”, completou o Senador.

Sobre os centros de recuperação, Omar Aziz destacou a importância de ajudar pacientes que conseguiram sobreviver ao vírus, mas enfrentam dificuldades para atendimento na rede pública, hoje muito afetada com pacientes ainda infectados, e na rede privada, devido ao alto custo. Tudo isso num período de lockdown no Amazonas, com os serviços não essenciais fechados.

“As pessoas não foram a óbito, mas muitas delas a vida mudou completamente e para pior. Ninguém passa 20 a 30 dias hospitalizado, intubado, e sai andando como se nada tivesse acontecido. São sequelas cerebrais, coronárias, nos rins e várias outras que foram detectadas pós-covid. São pessoas que ficaram com problemas psicológicos e não conseguem uma pessoa preparada para dar um atendimento. Muitas pessoas saíram com pulmão comprometido e precisam de fisioterapia. Mas a sessão custa R$ 200, R$ 300, R$ 400 a hora”, alertou Omar Aziz.

Novas reuniões devem acontecer com o Ministério da Saúde para o estabelecimento de datas. Na sexta-feira (12), em Manaus, o Ministro Eduardo Pazuello e o governo do Amazonas confirmaram que a vacinação em pessoas acima de 50 anos começará ainda em fevereiro.

-publicidade-