Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Operação Ágata do Comando Conjunto Amazônia resulta em quase duas toneladas de drogas apreendidas

Militares da Marinha fizeram a retirada do material apreendido, neste domingo (16), no cais da Estação Naval do Rio Negro

As atividades da Operação Ágata Amazônia, realizada no período de 03 a 12 de maio, no combate a crimes transfronteiriços, resultaram na interceptação de mais de 1,8 toneladas de drogas ilícitas, dentre elas maconha, cocaína e skunk; o recolhimento da quantia de 17,9 mil reais em espécie e 1,3 quilos de ouro. Também foram apreendidos quatro fuzis, 292 munições, 15 cilindros de oxiacetileno, quatro animais silvestres, uma balança de precisão e um telefone satelital. O Navio Patrulha Fluvial Amapá atracou, neste domingo (16), no cais da Estação Naval do Rio Negro trazendo o material apreendido.

As ações ocorreram na região da Tríplice Fronteira, próximo à Tabatinga (AM), nos rios Solimões, Içá e Japurá, no Amazonas, abrangendo aproximadamente 148 mil quilômetros quadrados de área de Operações.

Material apreendido no NPaFlu Amapá

Entenda a Operação

Sob a coordenação do Ministério da Defesa, a operação foi realizada pela Marinha do Brasil, pelo Exército Brasileiro e pela Força Aérea Brasileira com a presença de agentes da Polícia Federal, da Secretária de Segurança Pública do Amazonas, da Polícia Militar e Civil. Para coordenar as atividades foi ativado o Comando Conjunto Ágata Amazônia, com a nomeação do Vice-Almirante Ralph Dias da Silveira Costa, da Marinha, como Comandante e como Chefe do Estado-Maior da Operação, o Coronel Rodnei Silva dos Santos, do Exército.

O Comando Conjunto, estruturado para conduzir a operação, contou com o apoio do COMAE nos levantamentos de imagem de satélite e do emprego de aeronaves no transporte logístico de pessoal e material. O Comando Conjunto de Defesa Cibernética contribuiu na produção de conhecimentos no ambiente cibernético e na prevenção de ameaças virtuais durante o planejamento e no decorrer das ações.

Foram empregados meios navais e aeronavais, militares do Comando Naval de Operações Especiais, do Destacamento de Mergulhadores (GRUMEC) e tropas do 1º Batalhão de Operações Ribeirinhas, bem como, da Capitania Fluvial de Tabatinga e da Agência Fluvial de Tefé.

O Comando Militar da Amazônia empregou tropas do 8⁰ Batalhão de Infantaria de Selva, Comando de Fronteira Solimões, subordinado à 16ª Brigada de Selva, nas ações de Força Terrestre Componente no Rio Solimões.

Foram realizadas ações preventivas e repressivas contra delitos transfronteiriços e ambientais, dentre elas patrulhamentos terrestres e fluviais; estabelecimento de postos de bloqueio, controle de estradas e de vias fluviais; inspeções em veículos e embarcações. Ao todo, 767 embarcações foram abordadas, 11 apreendidas e oito notificadas
.
Militares localizaram entorpecentes nas proximidades do Lago do Tabaco, em Japurá (AM)

Atendimentos de Saúde

Navio de Assistência Hospitalar “Carlos Chagas”

Além das ações de combate a crimes transfronteiriços, os navios de Assistência Hospitalar (NAsH) “Soares de Meirelles”, “Carlos Chagas” e o Hospital do 8º BIS, em Tabatinga, promoveram atendimentos médicos e odontológicos em proveito da Ágata nas comunidades carentes das regiões de atuação da operação, com o emprego de médicos, cirurgiões-dentistas, enfermeiros, farmacêuticos e técnicos de enfermagem.
No total, foram prestados 731 atendimentos médicos, 55 odontológicos e 40 exames laboratoriais.
A fim de prevenir e combater a Covid-19, os militares seguiram todos os protocolos de segurança e higiene estabelecidos pelas autoridades sanitárias, além de realizar ações de prevenção ao vírus.

Médico durante atendimento a criança ribeirinha

Balanço final da Operação Ágata Amazônia
Inspeções e Patrulhas Navais
• Embarcações abordadas: 767
• Notificadas: 08
• Apreendidas: 11

Atendimentos básicos de saúde de Assistência Hospitalar

• Atendimentos médicos: 731
• Atendimentos odontológicos: 55
• Exames laboratoriais: 40

Apreensões

• Balança de precisão:1
• Drogas ilícitas: 1,8 toneladas
• Dinheiro em espécie: R$ 17.901.00
• Ouro: 1,3 quilo
• Fuzis: 4
• Munições: 292
• Cilindros de oxiacetileno: 15
• Animais silvestres: 4
• Telefone satelital: 1

Atividades de Inspeção Naval realizadas por militares da Marinha
Atuação de militares do 8º BIS
Equipe orgânica do NPaFlu Raposo Tavares recebendo aeronave após ações de esclarecimento

-publicidade-