Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Operação ‘Cooper-AÇÃO’ cumpre sete mandados de busca e apreensão em várias zonas de Manaus

A Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (29/04), por volta das 9h, a operação ‘Cooper-AÇÃO’, que culminou no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão em razão de sentença condenatória, de até três anos, em nome de sete adolescentes, pelos atos infracionais análogo aos crimes de tráfico de drogas, roubo majorado e tentativa de homicídio. A ação policial ocorreu em zonas distintas da capital.

De acordo com a delegada Elizabeth de Paula, titular da Especializada, as investigações iniciaram na última segunda-feira (26/04), após os mandados em nome dos adolescentes serem expedidos pelo juiz Eliezer Fernandes Júnior, do Juizado da Infância e Juventude.

“Os adolescentes são do sexo masculino e possuem idade entre 15 e 16 anos. A maioria dos mandados é decorrente dos crimes de roubos, tendo sido alguns praticados em estabelecimentos, e em outros foram subtraídos aparelhos celulares. Entre os mandados, teve um caso de tráfico de drogas e tentativa de homicídio, pois no momento de uma das ações criminosas, um dos adolescentes disparou contra a vítima”, detalhou a delegada.

Segundo a autoridade policial, o foco da ação foi combater os crimes de roubos praticados por menores, por isso, a delegada orienta que as vítimas desse tipo de crime procurem a Especializada e realizem as denúncias para o melhor andamento das investigações acerca dos casos.

‘Cooper-AÇÃO’ – A operação recebeu este nome, pois contou com a cooperação das equipes policiais da Deaai, no cumprimento dos mandados, e do Ministério Público do Amazonas (MPAM) e Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), na expedição dos mesmos, a fim de dar uma resposta à sociedade.

Disque-denúncia – Quem tiver informações acerca desses crimes, devem entrar em contato pelo número (92) 3214-2288, o disque-denúncia da Deaai, ou pelo 181, da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu a autoridade policial.

Procedimentos – Os sete adolescentes serão encaminhados aos Centros Socioeducativos da cidade, sendo que quatro deles irão para o Centro Socioeducativo Senador Raimundo Parente, no bairro Cidade Nova, zona norte.

Dois deles serão levados para o Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, e outro para o Centro Socioeducativo de Semiliberdade Masculino, localizados nos bairros Alvorada e Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

FOTO: Guilherme Silva/PC-AM

-publicidade-