33.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Operação das Forças de Segurança do Amazonas e Polícia Federal prende líder de organização criminosa em Santa Catarina

As Forças de Segurança do Amazonas e a Polícia Federal deflagraram, na manhã desta sexta-feira (26/01), a operação “Piramutaba”, de repressão aos crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e homicídios. A ação foi realizada simultaneamente em Manaus e Santa Catarina e resultou na prisão de um dos líderes de uma organização criminosa.

A operação contou com a participação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência (SEAI), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), e a Polícia Federal.

Alexandre Araújo Brandão, mais conhecido como “Xuruca”, foi preso em flagrante em sua residência, no bairro Campeche, em Florianópolis (SC). Ele é um dos principais integrantes da cúpula de uma organização criminosa, o chamado Conselho Permanente.

Conforme o delegado Sávio Pinzon, da PF, esse indivíduo é membro do alto escalão de uma organização criminosa no Amazonas com ramificações no Rio de Janeiro. Na Polícia Federal, ele é investigado por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, tráfico de armas entre outros crimes.

“Hoje foram cumpridos mandados de interesse deste inquérito pela Polícia Federal. Para isso há uma investigação também de homicídio realizada pela PC-AM. Ele estava foragido da Justiça do Amazonas pelo crime de homicídio, em Santa Catarina. A investigação conseguiu identificar o crime de lavagem de dinheiro por meio de movimentações suspeitas realizadas pelo alvo, que se utilizava de uma empresa distribuidora de medicamentos para lavar dinheiro para o tráfico de drogas e outros crimes”, detalhou Pinzon.

A delegada Deborah Barreiros, adjunta da DEHS, relatou que a prisão de Alexandre é extremamente importante, uma vez que ele integra o conselho de uma organização criminosa. O indivíduo já responde a mais de 12 processos, entre homicídio, tráfico de drogas, violência doméstica.

“A última vez em que ele foi preso no Amazonas, estava em posse de 14 armas, e hoje não foi diferente, no momento da prisão ele estava com armas de fogo. Diante das primeiras informações, deflagramos essa ação integrada e conseguimos apreender quatro armas de fogo e diversas munições, essas armas muito possivelmente estão envolvidas em homicídios especialmente na zona sul, que é a área onde ele comanda”, falou a delegada.

Ainda segundo a autoridade policial, também foi dado cumprimento a um mandado de prisão em que ele foi condenado a 15 anos de um homicídio pretérito. Então ele realmente é um elemento extremamente perigoso e a população ganha muito com a retirada dele de circulação.

O delegado Jhonatas Simas, da Polícia Federal, disse que foi até o estado de Santa Catarina e conseguiu capturar o autor durante a Operação Piramutaba, que faz alusão a um peixe amazônico que faz migração.

“O alvo é considerado um indivíduo bastante perigoso que faz parte do crime organizado no Amazonas. Ele foi para Santa Catarina, mas continuava a comandar o esquema criminoso no estado. Hoje o Amazonas pode se sentir mais seguro, pois a PF em conjunto com as Forças de Segurança obtivemos um grande lucro que foi a retirada de circulação desse elemento”, salientou Simas.

Xuruca tem passagens por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha, receptação e outros.

FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM.

spot_img