A operação intitulada “Dia D” deflagrada na tarde de sexta-feira (12/10) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP AM) prendeu o foragido da Justiça Tom Paz dos Santos, 23. A ação que teve início às 15h e ocorreu na invasão Buritizal, localizada no bairro da União, Zona Centro Sul. Durante a operação, os policiais encontraram um revólver calibre 38, dois simulacros, sendo um de fuzil airsoft, 10 munições de calibre 38, .40 e 380, além de uma balança de precisão.

Tom Paz dos Santos

A Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop) foi responsável pela coordenação do trabalho em solo e os helicópteros do Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA) fez o sobrevoo e cerco pelos áres. Ambos os grupamentos são da SSP. A Polícia Civil e Militar também integraram a ação. Ao todo, 45 servidores estavam envolvidos, incluindo agentes do Departamento Estadual de Trânsito.

Conforme informações da Seaop, Tom é foragido do Centro de Detenção Provisório Masculino 1 desde maio de 2016. Em depoimento, o foragido informou que viajou para o estado do Pará e voltou para Manaus há algum tempo. Ele tem um mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio deferido pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3a Vara do Tribunal do Juri.

De acordo o Secretário de Estado de Segurança Pública, Coronel Amadeu Soares, o objetivo da operação era a prevenção e tirar o mito que o bairro da União era comandando pelo tráfico de drogas e que a polícia não entrava no local.

“Não existe um local em que a polícia não entre. Essa foi a primeira operação de muitas que ainda vão acontecer aqui e em todos os bairros da capital. Todas as ações já estão planejadas e o objetivo era mostrar quem manda e deixar a população tranquila. Essa é uma determinação do nosso governador Amazonino Mendes e nós, membros da segurança pública, estamos cumprindo”, afirmou.

O delegado Guilherme Torres, titular da Seaop, informou que é a segunda operação que eles realizam no bairro em menos de uma semana, uma vez que as equipes policiais vêm monitorando o bairro.

“Hoje nós montamos uma operação de modo com que as equipes vieram pela área de mata e que pudéssemos ter o fator surpresa. O helicóptero nos deu o suporte necessário e então nos aproximamos. Os traficantes atiraram contra a equipe e conseguiram fugir, mas encontramos a arma, munição”, relatou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here