As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Operação “Extraneus ivestiga tráfico de drogas em abrigo de venezuelanos em Manaus

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) deflagrou, nesta quinta-feira (17), a Operação “Extraneus” para cumprir mandado de busca coletivo em abrigo de estrangeiros venezuelanos localizado na avenida Cosme Ferreira, bairro Coroado, na zona leste de Manaus. A operação decorre de investigações da Polícia Civil e tem como foco combater o tráfico de drogas e a presença de armas de fogo no espaço.

Por volta das 6h efetivos da Polícia Militar e Polícia Civil cumpriram os mandados judiciais nos 40 alojamentos do abrigo. Um simulacro de arma de fogo foi encontrado. A ação também contou com a participação das Secretarias de Estado de Assistência Social (Seas) e de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM).

“O objetivo é trabalhar preventivamente em cima de denúncias feitas na delegacia sobre tráfico de drogas, bem como brigas entre eles. Um simulacro foi apreendido”, disse o secretário de segurança, coronel Louismar Bonates, que acompanhou a operação ao lado do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte, e delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos.

As investigações foram feitas por policiais civis do 11°DIP, a partir de denúncias da prática dos atos ilícitos.

Atendimento Social – A operação policial foi acompanhada por equipes sociais da Seas e da Sejusc, além de representantes da OAB. Coordenado pela Seas, em parceria com instituições municipais, órgãos internacionais e voluntários, o abrigo conta com seguranças particulares, que atuam no regime de plantão, 24 horas por dia.

A Seas vem prestando apoio técnico na coordenação do acolhimento com a oferta de três refeições ao dia, atendimento psicossocial, encaminhamentos para atendimento de saúde, viabilização de documentação civil, inserção no serviço regular de educação, programas e projetos socioassistenciais. Além disso, a equipe articula a inserção dos abrigados no programa Jovem Aprendiz, Sine Amazonas, elaboração de currículos e inserção no mercado de trabalho, viabilização de cursos em articulação com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Caritas e Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).

Nesta quinta-feira (17/10), em parceria com a Semed, houve a inauguração da Sala de Transição Educacional para atender crianças e adolescentes venezuelanos no abrigo até o mês de dezembro. A meta é que a partir de janeiro do ano que vem esse público seja matriculado no ensino regular da rede municipal.

Atualmente os abrigados participam diretamente da dinâmica de organização do ambiente, auxiliando na limpeza e preparação de alimentos.

Foto: Erlon Rodrigues / PCAM

você pode gostar também