‘Operação Finados’ vai envolver 1,5 mil trabalhadores em atendimento à população n capital

Aproximadamente 1,5 mil trabalhadores de 16 órgãos da Prefeitura de Manaus estarão mobilizados na organização do Dia de Finados, nesta sexta-feira, 2/11. Limpeza, infraestrutura, trânsito, fiscalização e pronto-atendimento ao cidadão são os principais pontos de atenção do Executivo municipal para este dia. Ao todo, são esperadas mais de 500 mil pessoas nos cemitérios urbanos da cidade.

A “Operação Finados” se repete todos os anos, visando imprimir o modelo de excelência da prefeitura para eventos com grande mobilização popular. O secretário municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), Paulo Farias, explicou que é uma data muito importante para o prefeito Arthur Virgílio Neto, que, desde o início de sua gestão, busca melhorar a estrutura para receber a população da melhor forma. A orientação é para que o atendimento seja feito com muito cuidado aos visitantes dos cemitérios, até porque é uma data simbólica, que mexe com o emocional e a tradição das famílias manauaras.

O Dia de Finados será marcado por missas nos cemitérios públicos de Manaus. A principal celebração acontecerá no Cemitério São João Batista, um dos mais antigos da cidade localizado na zona Centro-Sul, com uma Missa Campal ministrada pelo arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani. A Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) dará apoio de som e palco para a tradicional Missa Campal, no São João Batista, e nos outros cemitérios.

No São João Batista, no período da manhã, as missas acontecerão às 7h, 8h, 9h e 10h, em frente à capela dentro do cemitério. À tarde, às 18h, a missa será campal, em frente ao cemitério.

Na zona Oeste, no Cemitério Nossa Senhora Aparecida (Tarumã), as celebrações acontecerão às 8h, 10h, 11h30, 14h e 16h. Cada missa será organizada por uma paróquia diferente. No Cemitério Santa Helena, no São Raimundo, as celebrações acontecerão no período da manhã a cada uma hora, a partir das 7h, e no período da tarde às 12h, 15h, 16h e 18h.

Na zona Sul, no Cemitério Santo Alberto, as missas acontecerão às 8h, 10h, 14h e 16h. Já no Cemitério São Francisco, às 7h , 9h, 11h, 16h e 18h. Na zona Norte, haverá apenas uma celebração às 8h no Cemitério Nossa Senhora da Piedade, no Santa Etelvina.

Os cemitérios funcionarão das 6h às 19h, contando com missas, organizadas por paróquias de Manaus, de hora em hora. O cemitério Nossa Senhora Aparecida é a única exceção. Funcionará das 6h às 18h.

A partir das 6h desta quinta-feira, 1º/11, até às 23h do dia 2/11, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) fará o controle de trânsito e monitoramento da fluidez nas ruas de entorno dos principais cemitérios da cidade.

No dia 1º, não haverá interdição de vias. No entanto, o monitoramento será realizado por aproximadamente 200 agentes de trânsito. No dia 2, o efetivo de 310 agentes vai monitorar a fluidez e o acesso de condutores e pedestres aos cemitérios. Nas áreas interditadas, haverá sinalização e agentes para orientar as opções de desvios.

Veja como fica o trânsito no dia 2, sexta-feira:

São João Batista – A rua Maceió, zona Centro-Sul, será interditada nas primeiras horas de sexta-feira, no sentido bairro/centro, no trecho entre a rua Domingos Lima (atrás do Reservatório Mocó) e a avenida Álvaro Maia. O fluxo será desviado à direita para a rua Domingos Lima e, posteriormente, à esquerda para a rua Santos Dumont, em direção à avenida Álvaro Maia. No sentido centro/bairro, a Maceió será interditada somente no horário da missa (18h) no trecho entre a avenida Álvaro Maia e a rua Domingos Lima.

A avenida Álvaro Maia será também interditada, na madrugada de sexta-feira, no sentido Praça 14/Compensa, no trecho entre as ruas Maceió e Santos Dumont. O desvio será à esquerda para a rua Major Gabriel, permanecendo a direita livre para a rua Maceió em direção à Darcy Vargas, até o horário da missa, às 18h.

Santa Helena – O fluxo de veículos nos corredores próximos ao Cemitério Santa Helena, no bairro de São Raimundo, zona Oeste, terá as seguintes alterações: a rua São Sebastião será interditada a partir da 5h de sexta-feira, no trecho entre as ruas São Vicente e Jerônimo Ribeiro, atrás do cemitério.

Nossa Senhora de Aparecida (Tarumã) – A avenida do Turismo, zona Oeste, não será interditada no Dia de Finados. Apenas os retornos no canteiro central em frente ao cemitério serão fechados. O acesso ao cemitério será realizado pelo primeiro portão e a saída pelo portão da frente (principal).

São Francisco – No Cemitério de São Francisco, bairro do Morro da Liberdade, zona Sul, a rua Cel. Pedro de Souza será interditada a partir das 5h da manhã de sexta-feira, entre as ruas São Benedito e Brasília.

Santo Alberto – Situado na Colônia Antônio Aleixo, esse cemitério também está incluído nas operações de trânsito. As interdições no entorno só deverão ocorrer caso os agentes constatem a necessidade. Haverá postos montados nas seguintes vias: rua Monteiro Maia, rua Prof. Azevedo, rua do Amor e Nova República.

Um esquema especial foi traçado pela Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), para o transporte coletivo, que inclui a circulação de linhas extras, ampliação do itinerário e reforço da frota de linhas normais. As ações operacionais de transporte estão direcionadas ao cemitério Nossa Senhora Aparecida, conhecido como Parque Tarumã, na zona Oeste, pela estimativa de maior número de visitantes para a data.

Trinta fiscais da SMTU acompanharão a operação do transporte coletivo, durante todo o dia a partir das 4h. Duas linhas extras, criadas exclusivamente para atender este cemitério, passarão pelo centro e Terminais de Integração T3, T4 e T5. São 22 ônibus previstos para operar nas linhas extras.

A operação da Semulsp nos cemitérios já se estende por 30 dias. Nesse período, mais de 250 toneladas de lixo já foram retiradas dos dez cemitérios de Manaus. A programação de limpeza continua durante o dia de visitação, contando com 150 trabalhadores nos locais. Após o encerramento do dia, outros 200 trabalhadores serão mobilizados para a limpeza geral no entorno e nas quadras dos cemitérios. Todos os seis cemitérios urbanos contarão com a presença fixa de um carro coletor, caçambas e agentes de limpeza dentro dos espaços.

Assim como faz todos os anos, a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) já está atuando, há uma semana, dentro dos cemitérios, realizando ações de atendimento às famílias e campanhas de orientação sobre trabalho infantil.

A segurança patrimonial, contenção de qualquer acidente e atendimentos de emergência serão feitos pela Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, todos com efetivos reforçados para Finados.

A Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc) vai instruir e organizar os comerciantes, já que é comum a venda de velas, flores e outros produtos nestas áreas no Dia de Finados.