Operação Garimpo Urbano: delegado e três policiais são presos em Manaus

Ação é do Ministério Público e da Polícia Federal

Na manhã desta sexta-feira (09/07), em ação conjunta do Ministério Público Estadual do Amazonas e Polícia Federal, foi deflagrada a Operação Garimpo Urbano, no marco legal previsto no art. 3o, VIII, da Lei 12.850/2013, que prevê a cooperação entre instituições e órgãos federais e estaduais na busca de provas e informações de interesse da investigação criminal.

Ao todo foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e dez mandados de busca e apreensão por equipes da Polícia Federal e do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado – GAECO nesta capital, no interior do Amazonas e no Estado do Pará.

Entre os detidos está o delegado Samir Freire, que chegou na sede do Ministério Público escoltado pro agentes da PF. Ele deve prestar depoimento ainda na manhã desta sexta-feira.

A operação tem como objetivo coibir a ação de agentes públicos ligados a órgão de cúpula da Segurança Pública do Estado do Amazonas, supostamente envolvidos na subtração de expressiva quantidade de ouro, após o monitoramento e abordagem de transportadores, mediante uso de estrutura e pessoal da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência – SEAI.

Por meio de nota, o Governo do Amazonas informa que os agentes públicos estaduais alvos da operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), estão afastados dos cargos que ocupam e exonerados das funções.

O Governo do Estado ressalta que condutas ilícitas de qualquer servidor público estadual não são toleradas e que vai colaborar com as investigações, prestando todas as informações necessárias aos órgãos de fiscalização e à Justiça.