Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

“Operação Gratidão”: Amazonas recebe 18 pacientes do Acre e Rondônia

A operação é a maior até o momento, cerca de 60 profissionais atuaram na ação

O Governo do Amazonas realizou a maior ação da “Operação Gratidão”, até o momento, na madrugada deste sábado (20/03). Foram recebidos 18 pacientes de dois estados, Acre (3) e Rondônia (15), para dar continuidade ao tratamento de Covid-19 em Manaus, e foram direcionados para o Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, unidade de saúde referência no tratamento da doença, localizado na zona norte de Manaus.

A Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM) destacou para essa ação duas equipes, por conta da diferença de perfis entre as transferências. A “Operação Gratidão” é uma retribuição a ajuda que o Amazonas recebeu de outros estados na fase mais aguda da pandemia, nos meses de janeiro e fevereiro.

Os dois aviões pousaram por volta de 3h, na base da Força Aérea Brasileira (FAB), o Aeroporto de Ponta Pelada, na zona sul de Manaus. Para a operação foram destacadas 21 ambulâncias, sendo três destinadas a possíveis emergências, como explica a Secretária Adjunta de Políticas de Saúde da SES, Nayara Maksud.

“É uma questão de segurança do paciente, mesmo que estejamos transferindo o paciente em grau moderado, durante o voo, pode haver alguma desestabilização do paciente, então nós temos sempre uma ambulância de reserva técnica, com um perfil mais complexo para poder dar o suporte, caso seja necessário”, explicou.

Ao todo foram transferidos, hoje, para Manaus, 10 mulheres e oito homens. Estima-se que 60 profissionais da saúde, apenas na pista de pouso do aeroporto, atuaram na ação desta madrugada. O desembarque dos pacientes foi realizado de forma simultânea.

“Hoje, nós estamos recebendo aqui o quantitativo de 18 pacientes, de dois estados, ao mesmo momento, sendo que o estado do Acre nós estamos acolhendo na ‘Operação Gratidão’, pacientes que vem para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com o perfil grave; e estamos recebendo também o estado de Rondônia, com 15 pacientes moderados, com a oferta de leitos livres, que foi possibilitado ofertar ao estado”, ressaltou a secretária.

Leitos – o Amazonas ofertou até o momento 30 leitos para Rondônia e Acre – 12 de UTI e 18 clínicos. Até a data de hoje (20/03), a “Operação Gratidão” realizou a transferência de 24 pacientes, sendo 21 de Rondônia e três do Acre. O perfil de 9 pacientes é de estado grave e os demais 15 são pacientes de estado moderado.

Fases – Na quinta-feira (18/03), o Governo do Amazonas anunciou uma nova fase da “Operação Gratidão”, com o envio de 200 cilindros de oxigênio para o estado do Paraná, entregues à FAB na sexta-feira (19/03), que se encarregará do transporte. O Governo também emprestou, na sexta-feira (19/03), 50 concentradores de oxigênio e devolveu uma miniusina de oxigênio para Rondônia. Foram enviadas três usinas da empresa White Martins, que estavam desativadas, duas para Santa Catarina e uma para o Acre.

Também foram enviadas 18 mil unidades de medicamentos para tratamento da Covid-19, dentre os quais neurobloqueadores e sedativos para Rondônia; além de 10 respiradores serão enviados para Goiás; bombas de infusão seguirão para o Maranhão.

FOTO: Djalma Junior / Secom

-publicidade-