Amazonas Notícias

Operação KM8 prende mentor intelectual de chacina ocorrida em um campo de futebol no bairro Jorge Teixeira

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), com o apoio da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), deflagrou, nas primeiras horas desta sexta-feira (10/02), Operação KM8 e prendeu Alessandro da Costa Protazio, 37; conhecido como “Kello”; Alexsandro da Silva Nascimento 25; Fabricio Neves e Silva, 39; e Rodrigo Felipe Costa Oliveira, 26, por envolvimento em diversos crimes. A ação ocorreu na rodovia estadual Manoel Urbano (AM-070).

A operação contou com apoio da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM).

O delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, explicou que Alessandro foi preso em cumprimento de mandados de prisão por homicídio. Ele tem envolvimento nas mortes de Beatriz da Conceição Prata e Ítalo Batista Lima, que tinham 21 e 20 anos, respectivamente, enquanto estavam dentro de um carro de transporte por aplicativo.

“O homem também tem envolvimento com as mortes de Alailson Ramos de Souza e Lindomar de Souza Felix, que tinham 26 e 24 anos, ocorridas na rua Beira Rio, bairro Jorge Teixeira, zona leste. Além disso, ele foi mentor intelectual da chacina ocorrida em um campo de futebol, no bairro Jorge Teixeira, zona leste. O indivíduo também foi flagranteado por porte ilegal de arma de fogo, no momento da sua prisão”, disse.

O delegado disse ainda que Alexsandro e Rodrigo foram presos em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, e Fabrício tinha um mandado de prisão por tráfico de drogas. Esses três estão ligados diretamente por homicídios e mercancia de tráfico de drogas em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

“Além das prisões, durante a operação apreendemos duas armas e 100 munições, de 40 e de 9 milímetros. Agradeço ao empenho das equipes da DEHS, em terminar a semana com o êxito destas prisões. Continuaremos as investigações para garantir a segurança pública, elucidando casos e combatendo a criminalidade”, afirmou.

Procedimentos

Alessandro responderá por homicídio e porte ilegal de arma de fogo; Alexsandro e Rodrigo, por porte ilegal de arma de fogo; e Fabrício, por tráfico de drogas. Eles ficarão à disposição da Justiça.

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

Relacioandos