As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

“Operação Pilar 4” prende 60 pessoas e apreende dois adolescentes nesta sexta em Manaus

Nesta sexta-feira (22/03), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) deflagrou a quarta fase da “Operação Pilar”, em Manaus. Policiais civis e militares cumpriram mandados de prisão, busca e apreensão que resultaram na prisão de 60 pessoas e na apreensão de dois adolescentes. Além disso, uma arma de fogo e 40 quilos de entorpecentes foram apreendidos.

Cinco bairros da zona centro-oeste foram alvos da operação no dia de hoje, com o cumprimento de 15 mandados judiciais. O trabalho policial integrado vem acontecendo há três dias na capital.

Com foco no combate ao tráfico de entorpecentes, a operação também prendeu suspeitos de homicídios (5 pessoas), tentativa de homicídio (1), roubo (12), furtos (7), receptação (4), estupro (3) e crimes como porte ilegal de arma de fogo, violência doméstica e estelionato.

O secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, coordenou os trabalhos ao lado do delegado-geral da Polícia Civil, Lázaro Ramos, comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ayrton Norte, além do subcomandante da PM, coronel Disney Brilhante, e o delegado-geral adjunto, Orlando Amaral.

Bonates destacou o desmonte de um “hospital do crime” montado em uma residência no bairro Parque São Pedro, zona oeste da cidade. “Após uma denúncia, a Polícia Militar foi até o Parque São Pedro, na zona norte, e localizou o pronto-socorro. Pessoas que eram feridas em tiroteios não estavam mais indo para a rede pública de saúde. Agora, a Polícia Civil vai continuar investigando para descobrir a origem do material utilizado neste local”, afirmou.

Efetivo – Mais de 250 policiais militares, civis e agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) e Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) estiveram engajados na operação, além de helicópteros do Departamento Integrado de Operações Aéreas (DIOA).

“Essa operação já vem se desenrolando, a exemplo das outras, há três dias e está acontecendo em bairros da zona centro-oeste. Essa é a oitava operação de grande porte que acontece em Manaus e no interior. Esse trabalho vai continuar”, destacou Bonates.

Durante a operação, uma quadrilha foi presa por utilizar fardamento da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), braço operacional da SSP-AM. “A quadrilha estava utilizando camisas do grupo especial de operações para cometerem homicídios na cidade, com o objetivo de fazer com que esses crimes fossem computados como se fossem da polícia”, explicou o secretário.

Os presos com as camisas falsas estavam no Beco Green Valle, bairro da União, zona centro-sul, mantendo dois jovens de facção criminosa rival em cárcere privado. Os policiais militares fizeram cerco ao local, quando ouviram um disparo de arma de fogo. Ao entrar na casa de madeira, de dois pisos, encontraram um homem amordaçado e com marcas de espancamento pelo corpo.

Os suspeitos fugiram do local e foram presos pelos policiais militares da Força Tática durante as buscas pelo bairro. Os presos são José Amantino Leão Marinho, 27, que já tinha passagem por tráfico de drogas; David Lucas Rodrigues Vasconcelos, 18; Janercley Gomes Turubi, 22; e dois adolescentes de 16 anos. Com eles, além de camisas da Seaop, foram encontrados um revólver, um machado, diversas munições, uma algema e diversas porções de drogas.

Operações integradas – Com a operação desta sexta-feira, a SSP-AM já realizou oito grandes operações integradas em todo o Estado. Na capital amazonense, foram realizadas as operações Laborum Meta, Pilar 1, 2 e 3, além da Pronta-Resposta. No interior do Estado, as ações ocorreram em Lábrea e Manacapuru.

Balanço da Operação Pilar 4

Presos:

– Tráfico de entorpecentes: 22

– Roubo: 13

– Furtos 7

– Homicídios: 5

– Receptação: 4

– Estupros: 3

– Porte ilegal de arma de fogo: 2

– Violência doméstica: 1

– Estelionato: 1

– Incêndio criminoso: 1

– Tentativa de homicídio: 1

– Ato infracional análogo ao tráfico de drogas: 2

Total: 62

FOTO: Erlon Rodrigues / Polícia Civil

você pode gostar também