As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Operação “Primus” – Primos que se uniram para matar tio são presos em Manaus

Eles queriam matar outro primo de facção rival

Três homens, que são primos, foram presos por policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP) pelo assassinato de Dionio Carvalho da Mota, que tinha 38 anos, e era tio dos suspeitos. O crime ocorreu na avenida Beira Rio, no bairro Coroado, na zona leste de Manaus, no dia 1º de janeiro deste ano.

Levy Maciel Marques, 19, e os primos dele, os irmãos Liandrio Silva da Mota, 20, e Liendrew Silva da Mota, 19, foram presos ao longo da última segunda-feira (07) nos bairros Cachoeirinha, na zona sul, e no bairro Coroado, na zona leste da capital, durante a operação “Primus”, coordenada pelos delegados Paulo Martins e Charles Araújo titular e adjunto, respectivamente, da DEHS, e pelo delegado Torquato Mozer, titular do 30º DIP.

As investigações iniciaram logo após o crime, que foi o primeiro registro de homicídio de 2019, segundo o delegado Charles Araújo. O primeiro suspeito a ser identificado foi Levy, que teria sido o autor dos disparos contra Dionio.

“Posteriormente, para descobrir a motivação, a gente buscou testemunhas, buscou os fatos e conseguimos descobrir que a motivação teria sido porque o primo deles (filho de Dionio) estaria querendo se filiar a uma facção rival a deles, e por isso, resolveram assassinar o primo, contratando o Levy para fazer isso”, explicou o delegado. Liandrio já responde pelos crimes de latrocínio e tráfico de drogas.

Crime – Conforme o delegado adjunto da DEHS, Liendrew e Liandrio foram os mentores do delito, executado por Levy. Dionio e o filho estavam na varanda da residência onde moravam, quando Levy chegou procurando pelo jovem de 18 anos.

Durante a ação criminosa, Dionio tentou defender o filho, mas acabou sendo alvejado por disparos de armas de fogo. Ele ainda chegou a ser socorrido e levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Coroado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar.

Procedimentos – As ordens judiciais em nome do trio foram expedidas no dia 26 de setembro de 2019, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Os três infratores serão levados para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão ficar à disposição de Justiça.

FOTO: ALAÍLSON SANTOS/PC-AM

você pode gostar também