Por meio da operação “Risco Iminente”, deflagrada ao longo desta segunda-feira (22/7), em vários bairros de Manaus, a 5ª Seccional Centro-Sul cumpriu três mandados de prisão preventiva, em nome de fiscais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), de 35, 44 e 53 anos, envolvidas em esquema de corrupção na repartição pública. As informações são do O delegado Rafael Allemand.

De acordo com a autoridade policial, as investigações iniciaram em fevereiro deste ano, quando foram constatadas as identidades das três infratoras, presas na fase inicial da operação. “Elas atuavam no esquema solicitando propina de donos de estabelecimentos comerciais da capital, mediante promessa de que os locais não seriam autuados por irregularidades, caso fosse efetuado o pagamento do valor estipulado por elas”, explicou o delegado.

Prisões – A equipe da 5ª Seccional Centro-Sul efetuou as prisões no conjunto 31 de Março, bairro Japiim, zona sul da capital; avenida Itacoatiara, bairro Cachoeirinha, também naquela na zona sul, e na rua Giacomo Puccini, bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul da cidade. “Destaco que as investigações irão continuar. Outras pessoas serão ouvidas nos próximos dias e as diligências seguirão em andamento para identificar outros indivíduos envolvidos nesse esquema”, afirmou Rafael Allemand.

O titular da 5ª Seccional Centro-Sul destacou que, ao longo da ação policial, também foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nas casas das três fiscais presas e, ainda, na casa de uma outra servidora da Semsa que também está sendo investigada por participação na organização criminosa. Conforme o delegado, nos locais foram apreendidos seis aparelhos celulares, três notebooks, dois computadores e um tablet.

Procedimentos – As três mulheres foram indiciadas por corrupção passiva e ativa, associação criminosa e tráfico de influência. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio da 5ª Seccional Centro-Sul, elas serão encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irão ficar à disposição da Justiça.

Posicionamento – A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informa que tomou conhecimento nesta segunda-feira (22/7) das prisões de servidoras da Visa Manaus. Ao saber do teor dos crimes investigados pela Polícia Civil, o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, determinou a instauração de processo administrativo disciplinar para apurar no âmbito da Semsa as denúncias.

O procedimento respeitará os ritos administrativos e o direito à ampla defesa. As servidoras serão demitidas a bem do serviço público se os crimes forem comprovados, conforme previsto no Estatuto do Servidor Público Municipal de Manaus.

FOTO: Alailson Santos/ PC-AM