As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Osteoporose pode ser prevenida com boa alimentação e prática esportiva

Mulheres são as mais afetadas pela doença que surge de forma silenciosa após a menopausa

A Osteoporose é mais conhecida pelas pessoas da terceira idade, causa perda óssea, fraqueza e, geralmente, é descoberta após uma fratura. Silenciosa, a doença atinge mais de 10 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No mundo, mais de 200 milhões de mulheres enfrentam a doença que causa aproximadamente nove milhões de fraturas, uma média de uma a cada três segundos, de acordo com a International Osteoporosis Foundation (IOF). E as mulheres na fase pós-menopausa são o principal alvo da patologia por conta da ausência do hormônio feminino, o estrogênio, que diminui a densidade mineral óssea.

Os locais mais afetados pela Osteoporose são a coluna, o punho e o colo do fêmur, sendo este último o mais perigoso. A dor está diretamente associada ao local lesionado ou ao desgaste ósseo e a patologia é considerada o segundo maior problema de saúde mundial, ficando atrás apenas das doenças cardiovasculares.

Para diagnosticar a doença é necessário fazer uma Densitometria Óssea. “Esse exame é indicado para rastreio em mulheres acima de 65 anos ou abaixo dessa idade, mas que possuam fatores de risco para osteoporose. O procedimento é rápido, indolor e dura de 10 a 15 minutos, e diferentemente da ressonância, o aparelho de Densitometria é aberto, conveniente inclusive para pacientes que tenham claustrofobia. A radiação usada é baixa, menor que o da radiografia, e o preparo é simples, devendo-se apenas evitar a reposição oral de cálcio 2 dias antes do exame”, explica o médico radiologista do Anchieta Diagnósticos, Dr. Fernando Augusto de Albuquerque Mendes Filho.

Mas as dores podem ser evitadas e a doença prevenida, como explica a ginecologista e especialista em Reprodução Humana do Hospital da Mulher Anchieta, Dra. Vera Serafim.

O que é a Osteoporose?

Osteoporose é a perda de massa óssea que ocorre durante o envelhecimento. O osso se torna poroso e frágil, a doença grave é considerada grave, afeta mais as mulheres e representa a maior causa de fraturas e queda entre os idosos.

Qual a relação da Osteoporose com a menopausa?

Com a menopausa ocorre diminuição do estrogênio, que é um hormônio fundamental para a saúde da mulher, e essa queda dos níveis hormonais leva a diminuição da densidade mineral óssea, o que torna o osso frágil como uma esponja.

A menopausa é mais uma fase que a mulher passa, difícil fugir dela. Mas e a Osteoporose, é possível evitá-la? Como prevenir a doença?

É possível sim evitar. A prevenção deve ser feita muitos anos antes da menopausa por meio de atividade física e dieta saudável, rica em cálcio, magnésio, fósforo (obtidos em leite e derivados), salmão ou outro peixe gorduroso, fígado, verduras verdes (brócolis, couve, agrião), leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico e cogumelos), independentemente da idade. Se o indivíduo sempre foi sedentário é preciso estimular a prática de exercícios, em especial a musculação e o aeróbico leve, como a caminhada. Tomar sol diariamente também é útil para absorção de vitamina D, essencial para o metabolismo ósseo. É fundamental evitar os excesso com álcool, café e cigarro. E, existem ainda medicamentos que auxiliam na prevenção, mas o médico deve ser consultado antes. Ainda jovem é possível mudar os hábitos e se prevenir.

Osteoporose pode ser hereditária?

Osteoporose é hereditária. Se na família há parentes com a doença as chances aumentam. Ainda que outros fatores também sejam determinantes para a doença, a genética por si só, predispõe o paciente a um nível maior de risco.

Então dá pra antecipar, fazer exames e prevenir?

Sim. As sociedades americanas de osteoporose e de menopausa recomendam a realização de densitometria óssea para todas as mulheres acima de 65 anos e nas que tenham doenças que causam perdas; abaixo de 65 anos se tiverem pelo menos os problemas de fratura após 50 anos, magreza, pais com história de fratura de quadril, artrite reumatoide, fumar e ingerir álcool em excesso.

Quais os tratamentos?

O tratamento deve ser feito antes mesmo da doença surgir porque após a instalação da osteoporose os a reversão da perda óssea não é feita completamente. Então ainda jovem deve-se iniciar:

1- Alimentação saudável;

2-Exposição moderada ao Sol;

3- Exercícios físicos, como caminhada e musculação;

4- Para as mulheres, terapia hormonal pós-menopausa;

5-Consumo de cálcio e vitamina D;

6- Substâncias medicamentosas podem ser prescritas, porém o médico deverá ser consultado.

Que outras patologias podem surgir pela menopausa?

Algumas não menos importantes podem surgir na menopausa, como as doenças do coração que aumentam após essa fase, as doenças psíquicas (como a depressão) e, alguns estudos mostram correlação com a doença de Alzheimer também. Câncer de mama, ovário, intestino também podem aparecer. A mulher precisa anualmente fazer sua consulta ao ginecologista que, certamente, irá cuidar clinicamente de toda sua saúde e rastrear através de exames essas possíveis patologias.

você pode gostar também