O Portal Amazonas Notícias recebeu na tarde desta sexta-feira (22), informações do presidente do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos do Amazonas, Antônio Sérgio Alexandre, que vários trabalhadores, com esposas e filhos, estão tendo dificuldades para retornar para o Brasil, depois que o presidente da Venezuela, ditador Nicolás Maduro Moros, fechou a fronteira entre os dois países, nesta quinta-feira (21). Em um dos áudios, uma mulher relata que para alcançar Pacaraima, em Roraima, na fronteira com o país vizinho, precisaram cruzar montanhas.

Em outra gravação, ela conta que o Exército Brasileiro não está fazendo nada para ajudar os trabalhadores que querem retornar ao país. Um Venezuelano, para ajudar, guardou os caminhões que as famílias estavam e indicou uma trilha para a fuga.

Sérgio Alexandre destacou que várias pessoas estão sem água, alimentos e local seguro pra ficar.

Ouça

Maduro anuncia o fechamento “total e absoluto” da fronteira terrestre entre Brasil e Venezuela