Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Paic-FCecon abre novo edital com destaque para inovação tecnológica em Oncologia

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), lança, nesta segunda-feira (12/04), o edital do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) 2021/2022. No total, serão ofertadas 60 vagas para estudantes realizarem pesquisas na instituição, com destaque para uma nova temática: inovação tecnológica em Oncologia.

Das 60 vagas disponíveis, 50 terão bolsas financiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam). Todos os projetos devem ter relação com a Oncologia, podendo seguir linhas das mais diversas especialidades. O programa tem duração de 12 meses e é coordenado pela Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP) da FCecon.

Edital – O edital da edição 2021/2022 estará disponível no site www.fcecon.am.gov.br, na aba “Ensino e Pesquisa”, item “Atividades de pesquisa”, subitem “Programa de Apoio à Iniciação Científica”. No documento, o candidato pode conferir o passo a passo para elaboração de projeto.

Inovação – Nesta edição, cinco vagas são para inovação tecnológica em Oncologia, temática inédita no Paic, que neste ano completa dez anos de atividades na Fundação Cecon.

“Nesta edição temos uma novidade, que é uma indução a estudos e projetos voltados à inovação tecnológica ligados à Oncologia. Portanto, algumas vagas serão especificamente destinadas a esse formato”, afirma a diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, farmacêutica-bioquímica Kátia Torres.

Inscrições – O candidato deve acessar o site da Fundação, baixar o formulário de inscrição e enviá-lo, juntamente com todos os documentos exigidos, para o e-mail [email protected], para participar da seleção. O prazo para envio da documentação é de 12 de abril a 3 de maio.

O candidato deve estar regularmente matriculado em um curso de graduação de uma instituição de ensino superior pública ou privada reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). É preciso estar cursando a graduação em área relacionada ao projeto realizado.

FOTO: Luís Mansueto/FCecon

-publicidade-