Take a fresh look at your lifestyle.

Para Temer, alta abstenção indica que eleitores estão insatisfeitos com os políticos

-publicidade-

O Presidente da República, Michel Temer, esteve na Argentina, nesta segunda-feira (3), onde se encontrou com o presidente Mauricio Macri para discutir a retomada dos fluxos de comércio e de investimentos bilaterais entre os países. Após o encontro, Temer concedeu entrevista coletiva à imprensa e comentou sobre a alta taxa de abstenção registrada pelos eleitores brasileiros nas eleições municipais deste domingo (03.10).

Ao todo, 25 milhões 330 mil e 431 eleitores não compareceram as urnas, um índice de 17,58 por cento. Percentual superior as duas últimas eleições municipais, disputadas em 2012 e 2008. De acordo com Temer, elevado número de eleitores que decidiram não participar do processo eleitoral, demonstra que a população está insatisfeita com todos os partidos.
“Não se pode particularizar [a decepção da população] com o partido A ou B. porque nos temos 35 partidos no país, todos eles, quase, com candidatos a prefeituras municipais e a abstenção foi realmente muito significativa. Por tanto, é uma mensagem que se dá à classe política brasileira para que ela reformule costumes inadequados”.

Para reforçar o próprio raciocínio, o presidente da República deu o exemplo de João Doria, do PSDB, prefeito eleito por São Paulo, ainda no primeiro turno e que se apresenta como um “não político”.
“Vejam o candidato em São Paulo que foi eleito com uma expressiva margem de votos, logo no primeiro turno, dizia a todo mundo, com todo respeito à classe política, que não era político, que era empresário, administrador e isso seguramente deve tê-lo auxiliado nos votos que obteve”.
Sobre o resultado eleitoral de seu partido, o PMDB, Temer ressaltou que a legenda com o falar sobre o resultado do PMDB nas eleições, Temer disse que o partido tem muita capilaridade e afirmou que não participou de nenhuma campanha.

-publicidade-