As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

PARALISIA INFANTIL: Campanha de vacinação contra pólio começa no próximo sábado (15)

A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite começa no próximo sábado, dia 15, o dia D da vacinação, e vai até 31 de agosto nos postos de saúde de todo o país. A meta do governo é imunizar até 12 milhões de crianças entre seis meses e cinco anos. Esse número corresponde a 95% do público alvo da ação. Também conhecida como paralisia infantil, a poliomelite é uma doença provocada por vírus que afeta o sistema nervoso e pode levar à paralisia irreversível dos membros. O ministro da Saúde, Arthur Chioro, explica que o vírus da doença pode ser transmitido pelas fezes. Por isso, ele ressalta a importância da vacinação para uma proteção coletiva. “Você não está só preocupado apenas com a proteção da criança , a ideia é criar um ambiente de proteção coletiva, está certo? Então, aquela criança que recebeu a vacina via oral, vai depois da defecação, das suas fezes, também colocar na comunidade, no meio ambiente, o vírus protegido contra poliomielite. Então, é uma forma de disseminação. É uma doença [a poliomelite] que a sua transmissão é fecal-oral, ou seja, é a contaminação da água ou dos alimentos pela fezes e, portanto, a disseminação do vírus da vacina é que nos confere uma proteção coletiva.”

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente, o Brasil está livre da doença, mas a vacinação é fundamental para manter o vírus fora do país. Entre 2013 e 2014, 10 países registraram casos de poliomielite, registro de acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS. Além da prevenção contra pólio, o Ministério também lançou uma campanha para aumentar a vacinação infantil contra outras doenças. A ideia é aproveitar a ida das famílias aos postos de saúde para colocar as vacinas das crianças em dia, em casos de vacinas vencidas ou em atrasos. Para isso, os pais ou responsáveis devem levar as carteirinhas de vacinação aos postos de saúde. O ministro Arthur Chioro complementa que o esforço de mobilizar a população vem crescendo. “Eu diria com toda certeza que não há lugar deste País aonde a gente não chegue hoje, onde o SUS, o Zé Gotinha estejam presentes. É um esforço muito grande das prefeituras, dos governos estaduais, de voluntários, de equipes, que se mobilizam para garantir, no dia 15 a grande mobilização. E, ao longo destas duas semanas, vou chamar assim, vou usar uma expressão ‘o arrastão’, quer dizer a intensificação desses momentos em que a gente olha as carteirinhas de vacinação e contamos muito com os agentes de saúde.”

Ao todo, 100 mil postos de vacinação vão aplicar a vacina contra a poliomelite. Segundo o ministério da Saúde, 42 mil veículos vão lever equipes de vacinação para lugares mais distantes. A vacina contra a doença utilizada na campanha é a trivalente, que protege contra os três tipos de poliovírus,1,2 e 3. É aplicada por via oral, a famosa gotinha.

Reportagem, Vânia Almeira

você pode gostar também