Parceria entre prefeitura e Sebrae-AM fortalece rede integrada às ações de construção do projeto

A revitalização, requalificação e regeneração do Centro Histórico de Manaus foi pauta da reunião entre a Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), e a diretoria do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amazonas (Sebrae-AM), nesta quinta-feira, 8/7. O encontro discutiu as propostas para o amplo projeto “Nosso Centro”, que visa estabelecer na área central, um novo destino de comércio, trabalho, habitação, cultura, lazer e riqueza arquitetônica e de patrimônio.

No ponto de partida de onde a cidade nasceu, a Prefeitura de Manaus busca o melhor aproveitamento da região central, local que guarda valorosa riqueza cultural e patrimonial. O “Nosso Centro” visa o resgate econômico da área, envolvendo ações de economia, turismo, história, empreendedorismo, cultura, arte e habitação. São três eixos de atuação: “Mais Vida”, “Mais Negócios” e “Mais História”.

A apresentação foi feita pelo diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente, e pelo diretor de Planejamento (DPLA) da autarquia municipal, arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro.

Serviço

A diretoria do Sebrae-AM se colocou à disposição, com toda a estrutura e expertise da entidade não apenas para a área de capacitação empresarial, mas também para prospecção de novos negócios que podem ocupar o local. “Podemos atuar para levantar os empreendedores que já estão ali, fazendo um trabalho prévio, para que a população se aproprie de um projeto tão bonito e importante. Nós, do Sebrae, estamos emocionados e esperançosos com um futuro próximo”, disse a diretora-técnica Adrianne Antony Gonçalves.

Ela lembrou que um ponto fundamental é respeitar quem ocupa o espaço e analisar a possibilidade de melhorar a atividade empreendedora dessas pessoas. “No Centro há uma turma muito produtiva, no setor de alimentos, no artesanato e comércio de varejo. Podemos capacitar ainda mais essas pessoas para um novo público que passará a ir ao bairro com a transformação, para que entendam que aquele ambiente é deles e zelem por ele”, explicou Adrianne Antony.

As ações em curso no “Nosso Centro” fazem parte do programa econômico e social do prefeito David Almeida, o “Mais Manaus”. A equipe do Implurb se dedica à importância do lugar, a sua riqueza arquitetônica de patrimônio construído e de patrimônio natural.

“O Sebrae-AM será um dos parceiros importantes no processo, porque quando falamos de Mais Negócios, falamos de empreendedorismo em todos os níveis, tanto para os que estão na área e possam ser requalificados, quanto para os que querem instalar novos negócios, desde restaurantes, academia, cafeterias, salões, estacionamentos privativos, enfim, uma grande área que possa ser trabalhada em parceria com a entidade”, afirmou o diretor do DPLA.

Antes, durante e depois de todas as intervenções para o “Nosso Centro”, o Sebrae poderá desenvolver desde cursos de empreendedorismo, capacitações e dinâmicas de pertencimento até linhas de financiamento, numa gama de produtos para a população, pensando em diversas escalas e operações.

“Nosso Centro”

A Prefeitura de Manaus tem um plano com 38 ações programadas para os próximos quatro anos de gestão. Nos próximos dois anos, Manaus se transformará em um imenso canteiro de obras, com investimentos superiores a R$ 1,2 bilhão no programa de crescimento econômico e social “Mais Manaus”.

Nas 38 ações de revitalização para o “Nosso Centro” estão programadas intervenções como a primeira grande área vertical de entretenimento, lazer, contemplação e negócios às margens do rio Negro, no início da avenida 7 de Setembro, na ilha de São Vicente, a ser construído pela Prefeitura de Manaus. Será o parque Mirante da Ilha.

O antigo prédio da Companhia Energética do Amazonas (Ceam) vai abrigar um complexo de lazer e negócios, com foco no turismo, incluindo uma marina, mirante, varandas, praça de alimentação coberta, decks e uma bela cobertura sinuosa que remete ao movimento de um banzeiro. Será uma das reconversões de uso projetadas para o “Nosso Centro”, onde um antigo prédio, antes operacional, será transformado no edifício Mirante da Ilha.

A obra será integrada ao parque urbano, construindo um grande largo, associado à circulação de vários modais e requalificação de áreas vazias.

Os trabalhos são concentrados na Comissão Técnica para Implementação e Revitalização do Centro Histórico de Manaus. A comissão é formada pelas secretarias municipais de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef), do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), e com coordenação do Implurb. Também integra os trabalhos o Conselho Municipal de Gestão Estratégica (CMGE).

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Foto – Divulgação / Implurb