Take a fresh look at your lifestyle.

Paridade de gêneros nas empresas deverá ocorrer apenas em 21 anos, diz pesquisa do ManpowerGroup

-publicidade-

Os membros da Geração Y dizem que serão os únicos que finalmente nivelarão o campo de atuação para as mulheres no trabalho

Uma nova pesquisa da ManpowerGroup revela que 97% dos membros da Geração Y acreditam que sua geração finalmente alcançará a igualdade de oportunidades para líderes femininas emergentes

A maior barreira para o progresso está enraizada na cultura masculina, admitem os líderes masculinos

Como o progresso é lento, o ManpowerGroup identifica medidas práticas para acelerar a entrada de mais mulheres em posições de Liderança

O ManpowerGroup , especialista mundial em força de trabalho, publicou uma pesquisa global que revela que 97% dos Millennials(Geração Y) acreditam que se tornarão a geração que finalmente alcançará a igualdade de oportunidades para as mulheres no local de trabalho. Eles, no entanto, são pragmáticos com relação a quando isso deverá acontecer, prevendo que ainda serão necessários mais 21 anos para que a equiparação de fato ocorra.

Os mais otimistas foram os líderes do sexo masculino mais estabelecidos, que estimam que o campo de atuação ficará nivelado ao longo dos próximos 14 anos.

O obstáculo mais significativo para a paridade no trabalho é a enraizada cultura masculina, barreira reconhecida pelos próprios homens na pesquisa. Três quintos (59%) dos líderes entrevistados disseram acreditar que a única coisa poderosa que uma organização pode fazer para promover mais mulheres líderes é criar uma cultura de gênero neutro liderada pelo CEO. Dois quintos (42%) concordam que o trabalho flexível é a chave para a colocação de mais mulheres na liderança. Isso requer um repensar geral do local de trabalho, especialmente uma mudança de foco do presenteísmo para o desempenho.

Para a diretora de RH e Marketing do ManpowerGroup Brasil, Márcia Almström, assim como todos os países latinos, o Brasil tem uma cultura machista, com os papéis bastante delimitados entre os gêneros . “No entanto, a presença da mulher no mundo corporativo é uma realidade que se mostra cada dia mais presente aqui e é uma força propulsora para a mudança”, avalia.

“Está provado que o problema não se corrigirá sozinho – estamos presos em uma discussão circular”, disse Mara Swan, Vice-Presidente Executiva de Estratégia Global e Talentos do ManpowerGroup e Presidente Adjunta do Conselho da Agenda Global do Fórum Econômico Mundial sobre a Paridade de Gênero.

“O aumento da representatividade por meio da colocação de mais mulheres em funções de suporte como Comunicações e RH já não basta. Isso não está mudando a situação. A presença de mais mulheres em cargos de P&G ajudará significativamente a acelerar o fluxo de talentos e liderança. É por isso que encomendamos este relatório – para ajudar a transformar as palavras em ações”, avalia Mara.

“Colocar mulheres em posições de liderança não é apenas um imperativo ético. Quando metade da reserva de talentos e metade dos consumidores são do sexo feminino, isso faz sentido para os negócios, gera uma diversidade de pensamentos e uma melhor tomada de decisões”, disse Jonas Prising, CEO do ManpowerGroup.

“Os CEOs precisam ser os donos disso. A criação e a defesa de uma cultura de inclusão consciente são uma responsabilidade da liderança sênior – articulando um legado de talentos, dizendo como e quando as coisas terão que mudar, e ajudando os líderes a perceberem a seriedade disso. A verdadeira mudança demanda tempo, foco e disciplina”, conclui Prising.

Sete Passos

Para colaborar com a discussão o MapowerGroup desenvolveu o relatório “Sete Passos para uma Inclusão Consciente: Um Guia Prático para Acelerar a Entrada de Mais Mulheres em Posições de Liderança” faz um profundo mergulho nas divisões entre gerações, gêneros e geografias quanto às atitudes que serão necessárias para alcançar a paridade de gênero, fornecendo soluções práticas para tornar o progresso mais rápido. Ele se baseia nos insights de mais de 200 líderes globais e identifica os obstáculos estruturais que precisam ser superados.

-publicidade-