Parintins – Mais de 100 quilômetros de estradas da Vila Amazônia recuperadas em 2014

Dois mil e quatorze foi um ano que fez a diferença no setor primário com a atuação da Prefeitura de Parintins por meio das ações da Secretaria Municipal de Produção, Abastecimento e Desenvolvimento Sustentável (Sempad). Centenas de famílias foram beneficiadas rendendo reconhecimento das comunidades que nunca haviam recebido apoio do poder público municipal.
De acordo com o secretário de produção, Samarone Moura, a secretaria realizou várias atividades, mas uma que merece destaque é atuação da patrulha mecanizada em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) que beneficiou centenas de famílias na Gleba de Vila Amazônia com mais de 100 quilômetros de estradas recuperadas.

O secretário falou sobre as ações de recuperação e alargamento de várias estradas na Vila Amazônia, dentre elas estão as vicinais das comunidades do Açaí, Nossa Senhora de Fátima, Santa Clara do Quebrinha, São Sebastião do Quebra e um quilômetro de recuperação do trecho reconhecido como Camelo, onde a estrada era totalmente de argila e dificultava o tráfego dos moradores do local.

Nas comunidades de Santa Maria do Murituba foi concluída a recuperação e alargamento de doze quilômetros de estradas. Também ocorreram ações nas estradas das comunidades Santo Antônio do Murituba, São José, São João e Perpétuo Socorro do Laguinho em parceria com a prefeitura municipal de Juruti.

A patrulha também efetivou em 2014 a restauração de estrada em no trecho denominado Pilão na comunidade do São Sebastião do Quebra e alargamento seguido de limpeza de doze quilômetros de ruas na sede de Vila Amazônia. “O prefeito Alexandre algumas vezes foi observar de perto os trabalhos e os moradores asseguraram sobre a qualidade dos serviços. O trabalho que realizamos, sobretudo foi de qualidade, visto que essa sempre foi a exigência do prefeito Alexandre para beneficiar as comunidades”, destacou.

Cerca quinze quilômetros de estrada que liga as comunidades da Valéria, Santa Maria, Fé em Deus, Nova Esperança, Recordação e Galileia foi recuperada, visto que o local estava intransitável, onde falta realizar o aterro com piçarra para a conclusão do trabalho.

A estrada de 30 quilômetros que liga a sede de vila Amazônia até as comunidades do Açaí, Toledo Piza, Boa Esperança e Zé Açú foi totalmente restaurada onde a equipe da Sempad também realizou a reforma da Ponte Cavalo Encantado, na região do Laguinho, em parceria com a comunidade e prefeitura de Juruti.

Outras recuperações de estradas receberam o reconhecimento de comunitários como restauração de seis quilômetros de estrada entre o Açaí e Independência e a abertura de quatro quilômetros de ramal na comunidade Santa Bárbara da Nova Olinda, onde os moradores esperavam há 47 anos pela a ação e nunca tinham sido atendidos.

Samarone destaca que a abertura do ramal foi considerada por toda a equipe da secretaria de produção e pelo prefeito Alexandre da Carbrás a ação mais gratificante de 2014, visto que no local existem inúmeros produtores rurais que sem a abertura do ramal tinham dificuldade de escoar seus produtos para a cidade e que desde a ação conseguem abastecer as feiras de Parintins em perfeitas condições.

O secretário de produção realizou ainda a avaliação sobre o matadouro de Parintins e afirma que o estabelecimento concluiu suas atividades em 2014, 100% operacional e adequado às questões ambientais da região. Samarone destacou que desde o início da gestão do prefeito Alexandre da Carbrás, o matadouro recebe frequentemente fiscalização do IBAMA, IPAAM, ANAC, Ministério Público do Trabalho, Ministério da Agricultura e ADAF.

Foi reduzido também o vale abate para 80 reais. “Antes se cobrava até o transporte da carne e hoje esse custo já está incluso no vale abate. O Matadouro de Parintins é o único que tem um serviço de inspeção municipal reconhecido e válido por projeto de lei” afirmou.