Parintins – Wilson Lima inicia entrega de auxílio de R$ 300 a 9,5 mil famílias

Também foram entregues 10 mil cestas básicas, como parte da Operação Enchente 2021

O governador Wilson Lima deu início a entrega de 10 mil cestas básicas e 9,5 mil cartões do Auxílio Estadual Enchente neste sábado (26/06), em Parintins, na região do baixo Amazonas. As entregas fazem parte das ações da Operação Enchente 2021 que, além de ajuda humanitária, está levando operações de crédito e perdão de dívidas aos municípios afetados pela subida dos rios.

Entre os beneficiados pelas cestas estão artistas dos bois Garantido e Caprichoso e tricicleiros – operadores do transporte tradicional da ilha de Parintins. As categorias foram fortemente impactadas pela pandemia. E este é o segundo ano consecutivo que o festival, que movimenta a economia da cidade, não é realizado.

“Hoje, nós estamos aqui fazendo entregas que são importantes para amenizar o sofrimento na vida das pessoas. Uma cesta básica não vai mudar a vida das pessoas, mas vai amenizar o sofrimento delas. Isso é importante no momento que a gente precisa de fé, que a gente precisa de esperança”, disse o governador no município de Parintins.

Por meio da Secretaria de Estado da Produção Rural, 1.011 destas cestas básicas foram entregues para pescadores. Essas cestas são fruto de parceria entre o Governo do Estado, por meio da Sepror, com o Ministério da Cidadania, Superintendência Federal da Agricultura (SFA), Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Segundo a Defesa Civil, mais de 61 mil cartões do Auxílio Estadual já foram entregues em mais de 32 municípios. Com o cartão, os beneficiários têm direito a R$ 300 em parcela única. O recurso é destinado às famílias que tiveram suas moradias invadidas pela cheia dos rios. A estimativa é beneficiar 100 mil famílias nos 62 municípios.

Mirna Santos recebeu o Cartão Auxílio Enchente neste sábado. Segundo ela, o recurso vai ajudar na alimentação da família. “Vai ajudar para comprar alimentação para casa, até porque a gente foi atingida pela enchente, tivemos que nos mudar de onde nós morávamos para pagar aluguel. Na quinta-feira, recebi a ligação que iria receber o cartão e eu fiquei muito feliz com esse benefício, vai ajudar bastante”, disse.

O Auxílio Estadual Enchente vem injetando R$ 30 milhões na economia. Com isso, os investimentos do Governo do Estado na enchente 2021 somam R$ 97 milhões, uma vez que as demais ações da Operação Enchente têm previsão total de R$ 67 milhões em recursos.

Crédito e Anistia – Para Parintins, por meio da Operação Enchente, já foram destinados R$ 5 milhões em Crédito Emergencial e Rural neste ano. São 671 operações que fomentaram as mais diversas atividades econômicas do município.

Desde 2019, o Governo do Amazonas, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), efetuou operações de crédito que totalizam R$ 12 milhões aplicados no município.

Somente neste sábado, o Governo do Estado liberou R$ 333,3 mil a 61 empreendedores de Parintins. Os empreendimentos são mercearia, borracharia, salão de beleza, produtos de cosméticos, panificadora e comércio varejista e de hortifrutigranjeiro, estão entre os financiados.

Em Crédito Rural, realizado em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), o Governo do Estado entregou a 27 agricultores valores que somados totalizam R$ 478, 6 mil.

Os projetos são voltados às atividades de avicultura caipira, plantios de mandioca, melancia e aquisição de máquinas e equipamentos como multicultivador, motor rabeta, canoa de alumínio, motor de popa 15 HP, despolpadeira de frutas, forno e bancada para casa de farinha, freezer e motor de luz.

Em Parintins, somente em outra modalidade de crédito chamada de Crédito Solidário, o Estado disponibilizou R$ 900 mil para atender 400 proponentes da cidade. Por meio dessas operações de crédito, uma parceria entre o Fundo de Promoção Social (FPS) e Afeam, o Governo do Estado busca fomentar o mercado de trabalho informal, promovendo geração de renda familiar, desenvolvendo serviços em segmentos como beleza, vendas de lanches, confecções, artesanato, entre outros. O valor disponível para cada aprovado vai de R$ 500 a R$ 2 mil

O programa disponibiliza o acesso ao crédito de forma orientada e desburocratizada a pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica, sejam elas desempregadas, sem vínculos empregatícios ou subempregadas, buscando oferecer uma alternativa de crédito.

Em Renegociação Emergencial no município são R$ 378,6 milhões, referentes a 64 clientes em débito com a Afeam.

Outros 12 empreendedores atingidos pela enchente terão, juntos, R$ 41,6 mil em dívidas perdoadas. Do setor primário serão concedidas 14 anistias no valor de R$ 62,3 mil. A ação de anistia em Parintins totaliza R$ 103,9 mil.

Máximo Matelins teve dívidas na Afeam perdoadas pelo Governo do Amazonas. “Quero agradecer, muito obrigado por essa ajuda. Vem dar um alento para muitos. Vai ajudar em muita coisa, que do jeito que tá essa situação com a pandemia, além da situação que tá a enchente”, disse Máximo que teve a casa alagada pela cheia dos rios.

Os produtores que receberam o apoio técnico do Idam para concessão da anistia são das comunidades Aninga, Macurany, Agrovila Mocambo, São Tomé do Uaicurapá.

FOTO: Diego Peres/Secom