Amazonas Notícias

PC-AM prende trio apontado como autor da morte de mulher encontrada com sinais de tortura no Distrito Industrial

Crime ocorreu em novembro de 2022

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), prendeu, ao longo de quarta-feira (24/05) e quinta-feira (25/05), Érika da Silva Cabral, 32; Johny Siqueira da Silva, 34; e Júlio César dos Santos Azevedo, 23, apontados como autores da morte de Sarah Barbosa de Lima, que tinha 34 anos. O corpo foi encontrado no dia 9 de novembro de 2022, no bairro Distrito Industrial, zona sul de Manaus.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, as investigações apontaram que Érika era gerente de um bar, que Sarah costumava frequentar, e ambas possuíam uma desavença por conta de dívidas da vítima.

“Érika contactou Johny para que, de alguma forma, ele desse um corretivo em Sarah, a fim de que ela pagasse a dívida. Johny chamou Júlio César para ajudá-lo, e ambos armaram uma emboscada para a mulher”, disse o delegado.

Conforme a autoridade policial, o corpo de Sarah foi encontrado com muitos sinais de tortura, espancamento, pés e mãos amarradas, amordaçada; além de perfurações de faca e queimaduras de cigarro. Os infratores ainda subtraíram cerca de R$ 2 mil em espécie da vítima.

“Desde quando encontramos o corpo dela, iniciamos as investigações e colhemos provas que foi possível identificar a sua autoria”, relatou Cunha.

Prisões

Júlio César foi preso na quarta-feira (24/05), no município de Iranduba (a 27 de quilômetros de Manaus); já Érika e Johny, nesta quinta-feira (25/05), em bairros distintos na mesma zona onde o homicídio ocorreu.

Todos foram presos preventivamente e responderão por homicídio. Eles serão encaminhados à audiência de custódia e ficarão à disposição da Justiça.

FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM.

Relacioandos