25.3 C
Manaus
segunda-feira, fevereiro 26, 2024

Pecuária sustentável é tema de debate entre representantes do Governo do Amazonas e Embrapa na 45ª Expoagro

A importância de uma produção com uma baixa emissão de carbono na pecuária amazonense, foi discutida, nesta quinta-feira (07/12), no Workshop sobre Cadeias Produtivas no Amazonas – Pecuária Sustentável, na programação de palestras da 45ª Exposição Agropecuária do Amazonas (Expoagro). O debate contou com a presença de representantes do Governo do Amazonas e da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa).

Entre os assuntos discutidos entre os pesquisadores da Embrapa e do Instituto Aquariquara, empresários, pecuaristas convidados e produtores rurais, estavam a apresentação de tecnologias, cases de sucesso, metodologias de Pecuária Sustentável e elaboração de proposta de atuação no setor dentro da realidade amazonense.

O secretário Executivo-Adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Airton Schneider, destacou a importância das boas práticas da pecuária sustentável no estado. “No Amazonas, defendemos e trabalhamos com a pesquisa, alternativas e meios para não termos impactos ambientais. A Embrapa nos traz, e nós difundimos as maneiras e métodos de forma concentrada no processo e uso racional das áreas de pastagens”, disse.

Para o pesquisador da Embrapa, Jeferson Macedo, afirmou ser essencial que a pecuária amazonense intensifique a transição para uma produção de baixa emissão de carbono com uso estratégico do solo, principalmente em áreas degradadas.

“Com tecnologia podemos intensificar essa produção e ter maior produtividade por unidade de área e ter muito mais animais por unidade de área. Hoje, a nossa média estadual é de 0,9 animais, por hectare. Com tecnologia, podemos chegar a 3,5 animais, ou seja, podemos quintuplicar a produção de carne e leite em nosso estado sem ter que derrubar um metro quadrado de floresta”.

O pecuarista José Maria Rezende compartilhou um pouco da sua experiência na atividade sustentável e enfatizou a importância da troca de informações com os demais convidados. “Foi muito bom passar as informações, e como produtor já aplico outras tecnologias na minha propriedade, além de divulgar as informações de trabalhos sustentáveis na propriedade, pois a fazenda sustentável aqui na Amazônia é viável”, disse.

Sobre o workshop

A programação do evento é organizada pela Sepror, em parceria com a Embrapa, que neste ano promoveram 10 workshop das principais cadeias produtivas do Amazonas, entre elas: guaraná, mandioca, açaí, citros, abacaxi, castanha, piscicultura, banana, pecuária e cupuaçu.

Programação

No segundo dia do Workshop, na sexta-feira (08/12), as atividades ocorrerão na Fazenda Agroindustrial São José, na Rodovia AM-240 (Estrada de Balbina), quilômetro 45, no município de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus). A atividade inicia às 8h e segue até às 12h. Com essa programação, a atividade prática marca o encerramento dos workshops.

Fotos: Arthur Castro/ Secom

spot_img