PEIEX capacita 151 empresas do Amazonas para exportação

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex – Brasil) e a UniNorte, centro universitário integrante da rede internacional Laureate, apresentam, nesta quinta-feira (25), o balanço final das ações desenvolvidas pelo Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX). O evento será às 9h, no auditório da unidade 1 da UniNorte, na avenida Joaquim Nabuco, 1232, no Centro.

Ao todo, 151 empresas do estado, nos segmentos de biodiversidade, tecnologia da informação, alimentos e bebidas, cosméticos e madeiras e móveis participaram do programa, sendo qualificadas para atuação no mercado exterior. Das empresas atendidas, 20 já estão aptas a ingressar no mercado internacional, 17 estão concluindo o pedido de certificação para exportação para outros países, e as demais estão em fase de ajustes finais.

Participam do evento, nesta quinta-feira, o reitor da UniNorte Breno Schumaher, o coordenador de Competitividade da Apex-Brasil, Rafael Porto, a coordenadora do PEIEX no estado, Olinda Marinho, a gerente da Escola de Negócios e Hospitalidade da UniNorte, Maria Leônia do Vale e membros do comitê PEIEX/PNCE. Haverá, ainda, uma apresentação de cases de empresas que participaram do programa.

Segundo o reitor da UniNorte, Breno Schumaher, o PEIEX preparou as empresas para o comércio internacional, por meio de diagnósticos, acompanhamento na implantação de melhorias e oficinas de capacitação em exportação. A adequação de processos com foco no aumento da competitividade das empresas foi desenvolvida em áreas como estratégia organizacional, determinação do preço de exportação, finanças e custos, plano de negócios internacional, entre outros pontos.

Entre os cases que serão apresentados está o da Biozer da Amazônia, empresa que desenvolve produtos como sabonetes, óleos, cremes, hidratantes e alimentos funcionais à base de matérias-primas naturais. Desde sua adesão ao PEIEX, a Biozer teve participação ativa em todas as atividades proporcionadas pelo programa, buscando seguir as orientações realizadas. A empresa já está com todas as licenças para exportar para os países da América Latina.

Outra empresa qualificada pelo PEIEX é a UNIFRUIT Polpas das Amazônia, que tem sede no município de Itacoatiara. Durante as ações de capacitação, a empresa participou de rodadas de negócios promovida pela Apex-Brasil. De 5 a 10 de novembro, a UNIFRUIT irá participar do evento International Import Export (CIEE), em Xangai, na China.

A empresa Magiclean, especializada em produtos à base de açaí e castanha também participou do PEIEX e já está apta para a exportação. A empresa participou das atividades de qualificação, inclusive de reuniões no escritório da Apex-Brasil em Miami, para entender os hábitos de consumo do público local.

O PEIEX, coordenado pela Apex-Brasil e executado em 16 estados com o apoio de parceiros, atende a uma necessidade de qualificar as empresas brasileiras, em especial as pequenas e médias, para que possam melhor enfrentar a concorrência no mercado internacional.

A coordenadora do PEIEX no Amazonas, Olinda Marinho explica que os técnicos que prestam atendimento às empresas são especialistas com formação superior e pós-graduados. Ele assessoram as empresas nas fases de diagnóstico, implementação de melhorias e avaliação. A elaboração de cada diagnóstico leva de dois a três meses por empresa, que continuam com o acompanhamento durante a implantação das melhorias, que podem variar desde a indicação de busca por soluções gerenciais internas a ações externas relativas ao acesso a novos mercados e adequação de produto.

SOBRE A APEX-BRASIL

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência apoia 12.000 empresas em 80 setores da economia brasileira, que por sua vez exportam para cerca de 200 mercados.

A Apex-Brasil também desempenha um papel fundamental na atração de investimento estrangeiro direto (IED) para o Brasil, trabalhando para identificar oportunidades de negócios tradicionais ou inovadores, promovendo eventos estratégicos e dando apoio aos investidores estrangeiros interessados em alocar recursos e investir no Brasil.