Amazonas Notícias

Pesquisa Revela: uma em cada seis pessoas enfrenta preconceito no ambiente de trabalho

MANAUS – Uma pesquisa recente conduzida pela Taqe, reconhecida plataforma de empregabilidade, trouxe à tona um dado alarmante sobre o mercado de trabalho brasileiro: aproximadamente 18% dos profissionais relataram ter enfrentado algum tipo de discriminação no ambiente laboral.

De acordo com o levantamento, que teve a participação de mais de 9.000 respondentes ativos na ferramenta nos últimos três meses, entre cada seis pessoas, pelo menos uma experimentou alguma forma de preconceito no trabalho. Além disso, 27% desses indivíduos afirmaram ter enfrentado mais de um tipo de discriminação.

Os dados tornam-se ainda mais preocupantes quando a análise se concentra na discriminação racial. Segundo o estudo, 11% dos entrevistados relataram ter sido vítimas de preconceito racial, com uma distribuição mais acentuada entre pretos (24%), indígenas (12%), asiáticos (7%) e pardos (5%). Outros critérios de discriminação incluem status socioeconômico (10%), gênero (8,4%) e, destacando-se entre os mais velhos, a idade (23% entre aqueles com mais de 40 anos).

Em declaração ao Amazonas Notícias, Ana Correa, Diretora de Produto da Taqe, ressaltou: “Os números são reflexo de um mercado que ainda não compreendeu o verdadeiro valor da diversidade. As empresas têm um papel crucial no desenvolvimento de uma sociedade mais inclusiva e equitativa”. Ela salienta a importância de práticas de contratação mais equitativas, que valorizem a competência em vez de características pessoais.

Correa finaliza reiterando a urgência da inclusão e da diversidade no ambiente corporativo, ressaltando que as organizações que abraçam esses princípios não apenas promovem uma cultura mais justa, mas também atendem melhor a seus clientes, que também são diversos.

Relacioandos