Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

São Paulo, 11 de julho de 2019 – Uma pesquisa realizada pelo site Universo Sugar, plataforma de relacionamento que reúne pessoas bem-sucedidas com jovens que buscam um romance com patrocínio, mostra que os ‘ricaços’ cadastrados no site preferem se relacionar com ‘Sugar Babies” que tenham a intenção de estudar.

Para chegar aos resultados, foi aplicado um questionário a 1.400 homens em todo Brasil. 41% deles, responderam que preferem oferecer uma ajuda de custo para educação do que “mimar” suas parceiras com artigos de luxo ou dinheiro. Outros 33%, disseram que se sentem mais confortáveis em oferecer itens de grife. Para 26% é mais prático oferecer uma mesada.

O que mais incomoda na hora da paquera

Além de concluir que a maior parte deles prioriza quem deseja estudar, as queixas mais recorrentes são de erros de português: 44% confirmaram que não costumam levar adiante uma paquera, quando um (a) pretendente comete erros considerados grotescos de português. Ou seja, nada de “agente vai”, “concerteza”. Para 31% dos homens, mulheres que exigem muita atenção não agradam. E, 25%, afirmaram que sentem repulsa por fumantes.

Direto ao ponto e sem rodeios

Mulheres com iniciativa, objetividade e voz ativa disparam na frente daquelas que ainda mantêm uma postura mais tímida. Eles alegam a falta de tempo e disposição para submeterem-se ao ‘protocolo’ da paquera. Por isso, preferem aquelas que vão direto ao ponto, sem rodeios.

O Sugar Daddy é definido como um homem maduro, rico e bem-sucedido, normalmente entre 35 e 60 anos de idade. Se relacionam com mulheres jovens e atraentes e patrocinam um estilo de vida de luxo para elas.

O Universo Sugar é uma rede social especializada para pessoas bem-sucedidas que queiram patrocinar o estilo de vida de seus parceiros (as). O relacionamento é claro e direto, pois, baseia-se no investimento econômico de homens ou mulheres em troca de uma relação afetiva. O objetivo da união é oferecer ganhos para as partes envolvidas no relacionamento. Atualmente existem mais de 700 mil perfis ativos em todo o Brasil, além de membros do exterior.