Take a fresh look at your lifestyle.

Pesquisa servirá de base para orientar organização da Atenção Primária no Distrito Rural

-publicidade-

Com a proposta de elaborar a norma técnica que irá direcionar as ações de saúde para os moradores atendidos pelo Distrito de Saúde (Disa) Rural, a Prefeitura de Manaus, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apresentou, na manhã desta quinta-feira, 12/12, os resultados da pesquisa de campo realizada na área rural do município.

Ao longo da reunião, que aconteceu nas dependências do Disa Oeste, no bairro da Paz, a técnica da Gerência da Estratégia da Saúde da Família (Gesf), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Fernanda Souza, destacou os aspectos que foram considerados para que a coleta de dados obtivesse êxito.

“Esses dados servirão de subsídio para a construção de uma norma técnica de organização da Atenção Primária no Disa Rural. Esta pesquisa acadêmica vai agregar e enriquecer o trabalho de elaboração desse documento”, apontou Fernanda.

Realidades como a área geográfica, que dispersa a população ribeirinha e que dificulta o deslocamento das equipes e dos usuários para a Unidade Básica de Saúde (UBS), foram alguns dos dados apontados pelos pesquisadores da Fiocruz.

A norma técnica do Disa Rural será elaborada levando em conta outras questões apontadas pela pesquisa como acolhimento do usuário, organização da equipe, construção de agenda e número de atendimentos, bem como o fluxo de acessos.

A diretora do Disa Rural, Luciana Fabrício, ressaltou o excelente trabalho desempenhado pelas equipes ao longo da calha dos rios Negro e Amazonas e também na área terrestre, mas que o grande desafio é levar a Atenção Primária à Saúde aos usuários que se encontram nessa localidade.

“A nossa expectativa é que se possa fazer uma norma técnica que atenda as características da zona rural, considerando a dinâmica diferenciada de trabalho que possuímos”, concluiu Luciana.

Texto – Jean Holanda / Semsa

Foto – José Nildo / Semsa

-publicidade-