Take a fresh look at your lifestyle.

Plano de Contingência: HPS Platão Araújo terá novo fluxo para atendimento de pacientes

-publicidade-

Com a terceira fase do Plano de Contingência para o enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19) em execução avançada, o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo iniciou reorganização interna e se torna porta de entrada referência em atendimento de pacientes com sintomas da Covid-19. A equipe da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) esteve na unidade, na sexta-feira (25/12), para verificar o funcionamento do plano.

De acordo com o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, o HPS Platão Araújo será dividido em duas áreas, sendo uma para o atendimento de urgência e emergência nas especialidades de rotina da unidade e outra exclusiva para pacientes com Covid-19. Ele ressaltou que a medida é uma ação preventiva da Secretaria de Saúde.

“Viemos verificar as necessidades da unidade para isso, de uma forma preventiva, já nos preparando, porque estamos identificando o aumento de casos e, principalmente, um aumento de internações. Esse é um trabalho em que nós estamos dotando a rede para esse aumento”, explicou Marcellus.

Segundo o secretário, mesmo com a organização da rede, é necessária a colaboração da sociedade para manter as medidas de prevenção. “Que a população possa se recolher, possa evitar as aglomerações, trabalhar mais ainda os protocolos de higienização das mãos e ajudar a toda a sociedade no combate à Covid, principalmente na utilização de máscaras”, disse.

A secretária executiva adjunta de Atenção à Urgência e Emergência, Mônica Melo, destaca que com a mudança do perfil do HPS Platão Araújo, a rede passa a contar com 53 leitos clínicos e 11 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na unidade para pacientes com Covid-19.

Como vai funcionar – No novo fluxo, dentro do protocolo de classificação de risco de Manchester, pacientes de classificação azul e verde (pouco grave) que procurarem o Platão Araújo sem sintomas de Covid-19 serão referenciados para outras três unidades em zona geográfica próxima. Serão elas: os Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady e Danilo Corrêa, além da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) José Rodrigues, todos na zona norte.

Já os pacientes que apresentarem sintomas leves de Covid-19 e tiverem classificação azul ou verde serão atendidos no Platão Araújo, medicados e encaminhados para tratamento domiciliar.

Pacientes com classificação laranja e amarela (risco médio), com sintomas respiratórios ou não, serão avaliados no HPS Platão Araújo. Se não apresentarem sintomas de Covid-19, serão encaminhados pelo médico para tratamento domiciliar ou serão transferidos para outra unidade, dependendo do quadro clínico. Os que apresentarem sintomas de Covid-19 serão avaliados e, caso haja necessidade, internados no próprio HPS.

Pacientes com classificação vermelha (alto risco), com quadro grave de Covid-19, serão atendidos diretamente no Platão Araújo e, após estabilização, internados na própria unidade. Caso sejam pacientes graves de outras patologias, serão estabilizados em área reservada para atendimento e transferidos via Sistema de Transferência de Emergência Regulada (Sister).

“Nós vamos fornecer o endereço para o paciente (classificado como azul ou verde) em um folheto, vai ser classificado e será referenciado. O paciente respiratório entra para a unidade (HPS) para o atendimento. O paciente classificado como laranja e amarelo vem para a UDC – Unidade de Decisão Clínica, onde será atendido saindo de alta para domicílio ou transferido para outra unidade”, esclareceu Mônica Melo.

FOTO: Geizyara Brandão e Rodrigo Santos/SES-AM

-publicidade-