As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Plantio reforça arborização das margens do igarapé do Passarinho

Seiscentas mudas de espécies variadas foram plantadas em um trecho de margem do igarapé do Passarinho, nas proximidades do conjunto Galileia, zona Norte, reforçando a arborização no local. O trecho está situado no perímetro da Área de Proteção Ambiental (APA) Sauim-de-Manaus, criada em 2018 pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, com a finalidade de contribuir para a preservação da espécie sauim-de-coleira, criticamente ameaçada de extinção.

O plantio aconteceu ao longo de vários trechos da APA, e foi concluído no último fim de semana, em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no último dia 5/6. O trabalho é parte das ações do Programa Arboriza Manaus, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas).

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson de Oliveira Júnior, a área em questão tem sido alvo frequente da ação de invasores. “O monitoramento é constante por parte da população, que é parceira da Semmas e tem um papel importante na vigilância da área. São os nossos olhos”, afirmou o secretário Antônio Nelson. Ele destaca que com a criação da APA Sauim-de-Manaus foi possível reforçar a proteção a uma área de aproximadamente 1.050 hectares, na cidade, formando um mosaico de áreas protegidas onde ocorre a espécie.

Nesse mosaico, estão incluídos o Parque Municipal do Mindu, o Corredor Ecológico Urbano do Igarapé do Mindu, o Parque Estadual Sumaúma e a Reserva Adolpho Ducke, tendo como delimitação os igarapés do Geladinho e Goiabinha, e suas respectivas margens (Áreas de Preservação Permanente), além de áreas verdes e APPs de loteamentos habitacionais como Cidade Nova, loteamento Nascentes das Águas Claras, Parque das Garças, Renato Souza Pinto 1 e 2, Ribeiro Júnior, Vila da Barra, Galileia, Nova Cidade, Vila Real, Riacho Doce 2 e 3, Francisca Mendes 1 e 2 e Jardim Canarana. A APA hoje é referencial e utilizada como parâmetro para as ações de fiscalização e combate às invasões nesse perímetro.

O diretor de Arborização da Semmas, Deyvson Braga, explica que o plantio de espécies frutíferas nesse trecho da APA é de extrema importância para o futuro da espécie. “Estamos fazendo aqui um trabalho de enriquecimento vegetal com o plantio de espécies frutíferas, como o açaí e a acerola, que servirão tanto para a população quanto para a fauna, que transita por essas margens”, afirmou.

Foto – Divulgação / Semmas