A Polícia Civil do Amazonas, sob o comando do delegado-geral adjunto, Ivo Martins, e do diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição, delegado Alessandro Albino, frustrou na madrugada deste domingo (07/10), uma festa que estava acontecendo em um espaço para eventos no bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, e também em uma casa noturna na comunidade Riacho Doce, bairro Cidade Nova, zona norte, durante a operação “Lei Seca”, deflagrada, simultaneamente, nas seis zonas da capital. Cinco bares localizados na zona leste foram fechados ao longo da ação.

De acordo com o delegado Ivo Martins, os policiais civis constataram, por volta de meia-noite e meia, a compra e consumo de bebidas alcoólicas no bairro Tarumã. “Recebemos uma denúncia e nos deslocamos até o endereço indicado. No lugar fomos recebidos pelos organizadores do evento, que ainda tentaram nos convencer de que se tratava de uma festa privada. Conseguimos contemporizar a situação e a festa foi encerrada, em razão da desobediência à Lei Seca”, argumentou.

Na comunidade Riacho Doce, em torno de 300 pessoas participavam de festa, quando as equipes policiais chegaram ao local e verificaram o consumo de bebidas alcoólicas pelos frequentadores do lugar. A informação foi repassada pelo delegado Paulo Benelli, que esteve à frente das fiscalizações da “Lei Seca” na zona norte da cidade. Ao todo, 50 servidores, entre delegados, investigadores e escrivães, lotados em distintas unidades policiais da capital, participaram dos trabalhos.

O delegado Pablo Geovanni acompanhou as equipes na zona leste da cidade, onde cinco bares foram fechados por descumprimento da “Lei Seca”. Alessandro Albino destacou que a ação foi desencadeada a fim de assegurar o cumprimento da Portaria Conjunta nº 706/2018, assinada na última quarta-feira (3/10), pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador João Simões, e pelo secretário de Estado de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), coronel da Polícia Militar do Amazonas Anézio Paiva. “Essa Portaria Conjunta proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, supermercados, mercearias e estabelecimentos similares, bem como em locais abertos ao público no Estado, no horário de meia-noite às 18h deste domingo, dia 7 de outubro, em razão do pleito eleitoral”, explicou Albino.

Na zona centro-sul da capital as equipes identificaram situações isoladas de desobediência à “Lei Seca”. Os casos também foram resolvidos de forma pacífica, conforme o delegado Eduardo Paixão, que atuou naquela região. “No conjunto Eldorado, bairro Parque Dez de Novembro, e em um centro comercial na avenida Efigênio Salles, bairro Aleixo, os proprietários de bares que permaneciam em funcionamento foram orientados a encerrar as atividades em razão da proibição do consumo de bebidas alcoólicas pelos clientes nos estabelecimentos”, disse a autoridade policial. “Finalizamos a operação por volta das 2h30. Tudo transcorreu na mais perfeita normalidade. Encontramos poucos estabelecimentos comerciais abertos, alguns deles vendendo bebidas alcoólicas, mas dentro do que já era previsto”, concluiu o diretor do DPM, delegado Alessandro Albino.

FOTO: ERLON RODRIGUES/PC-AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here