Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Polícia Civil apreende 60 adolescentes e fecha 10 estabelecimentos durante operação em Tabatinga

image (5)Policiais Civis lotados no município de Tabatinga, participaram da Operação “Fronteira Segura 2”, deflagrada pela Estratégia Estadual de Segurança Pública na Fronteira (Esfron), no último fim de semana. O objetivo é combater o narcotráfico, e evitar a presença de menores de idade em estabelecimentos considerados de risco no município situado na tríplice fronteira amazonense, distante 1.108 Km Manaus em linha reta.

A ação contou com a participação de Policiais Civis e Militares, além de integrantes da Esfron. Ela foi coordenada pelo delegado Saulo Leotty e o major da PM Herlon, contando com o apoio do Conselho Tutelar do município.

“A Fronteira Segura 2, iniciou na última sexta-feira, dia 23, e seguiu até domingo, dia 25. Cerca de 10 estabelecimentos noturnos foram fechados por permitirem a permanência de menores de idade desacompanhados. Aproximadamente 60 adolescentes foram apreendidos em situação de risco e encaminhados ao Conselho Tutelar para serem encaminhados aos pais, após assinatura do Termo de Responsabilidade”, informou Leotty. O grupo de menores era formado por peruanos e colombianos.

Cerca de 600 veículos foram vistoriados nas blitzes realizadas no início da fronteira com a cidade colombiana de Letícia, num trecho da avenida da Amizade, em Tabatinga. Mais de 500 pessoas foram abordadas e revistadas. A intenção foi evitar que armas e drogas entrassem em território nacional, segundo informou o delegado Saulo Leotty.

“Esse tipo de estratégia de segurança impede que o narcotráfico ganhe forças na cidade de Tabatinga, bem como evita que os menores transitem e permaneçam em estabelecimentos problemáticos na região”, enfatizou a autoridade policial.

Durante a operação, foi verificada a situação dos alvarás de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, sendo constatado que muitos deles trabalham de forma clandestina, irregular e sem nenhum controle do município. Condutores que trafegavam sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram conduzidos à delegacia do município onde assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrências (TCO).

“Além do caráter repressivo, a operação atuou com fins educativos reforçando a necessidade de utilização de capacetes e cinto de segurança para os condutores. Pois um trânsito organizado é sem dúvidas um fator determinante quando se trata de estratégias de segurança”, concluiu Leotty.

Sobre a “Esfron”

A Estratégia Estadual de Segurança Pública na Fronteira (Esfron) é um plano do Governo do Estado, desenvolvido por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Formada por Policiais Civis e Militares, integrantes do Corpo de Bombeiros e Núcleo de Inteligência da Polícia Militar, busca promover estratégias de combate ao crime organizado na fronteira entre Brasil e Colômbia.

-publicidade-