Polícia Civil dá início ao 2º Curso de Operações Táticas Especiais – Cote

A Polícia Civil do Amazonas por meio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core–AM) deu início na manhã desta terça-feira (02/10), ao 2º Curso de Operações Táticas Especiais (Cote), do Grupo de Força Especial de Resgate e Assalto (Fera). A aula inaugural foi realizada no auditório da Delegacia Geral, localizada na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste.

Participaram da solenidade, o secretário de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), coronel Anézio Paiva; o secretário extraordinário, coronel Walter Cruz, o delegado-geral da instituição, Frederico Mendes, o delegado-geral adjunto, Ivo Martins; o diretor da Core-AM, delegado de Polícia Civil Juan Valério, o comandante da Polícia Militar do Amazonas, coronel Claudio Silva, além de representantes das forças armadas.

O curso tem por finalidade possibilitar o conhecimento teórico e prático aos policiais civis do Amazonas e de outras instituições que atuam em Operações Especiais, para que os servidores possam desenvolver, com eficiência e segurança, as missões que exijam essas especializações e doutrinas.

Dezenove policiais, sendo 11 da Polícia Civil do Amazonas, dois da Polícia Militar do Amazonas e seis de outros estados, fazem parte do corpo de alunos que receberão, durante aproximadamente 60 dias, instruções voltadas a conhecimentos teóricos e práticos relacionados às operações especiais.

Segundo o secretário extraordinário, coronel da Polícia Militar do Amazonas Walter Cruz, caberá aos novos alunos e concludentes, trabalhar com grandes riscos. “Penso que essa célula que esta sendo feita com muito sacrifício vai gerar frutos e espero que esse grupo capitaneado pelo doutor Juan (Valério) possa estar rapidamente integrado com as outras forças, para que a gente possa enfrentar o crime e mostrar para a população que nós temos uma polícia preparada, uma polícia equipada e em condição de enfrentar qualquer tipo de agressor”, ressaltou.

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel PM Anézio Paiva, destacou que essa troca de experiência enaltece mais ainda a qualidade das aulas, visto que as técnicas utilizadas obedecem às particularidades geográficas do Estado. “Em meio a tudo isso, os senhores terão capacidade de operar em questão de rios e igarapés, passando por isso, os concludentes também estarão aptos a qualquer tipo de situações”, apontou o secretário.

Homenagem – Ao longo da solenidade, o delegado-geral Frederico Mendes, entregou uma placa comemorativa em alusão ao aniversário de 19 anos do Grupo Fera, comemorado na última quinta-feira (27/09). “Quero aqui registrar meus elogios aos nossos policiais, guerreiros do Fera que são a nossa força efetiva, na qual sempre podemos contar em inúmeras situações, principalmente aquelas que precisam de um pouco mais de estratégia”.

Intercâmbio – De acordo com o diretor da Core-AM, delegado da Polícia Civil Juan Valério, o 2º Cote contará com apoio especializado de profissionais vindos de outros Estados. “Essa troca de experiência contará com diversos instrutores, tanto de forças policiais, quanto forças armadas que virão ao Amazonas, auxiliar no desempenho da atividade policial a contento e amenizando qualquer risco em danos colaterais”, destacou Juan Valério.

Para o policial civil João Flávio da Silva Santos, do estado do Pará, o curso é uma experiência única, uma vez que, segundo o policial, o Grupo Fera é referência no país. “Para nós que somos de outros Estados, vir para esse Cote é enfrentar o desconhecido, principalmente diante dos fatores geográficos. A gente busca esse intercâmbio para levar esse conhecimento para nosso estado que também quer avançar nesse sentido”, relatou o policial civil.

FOTO: ERLON RODRIGUES/PC-AM