Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Polícia Civil do Amazonas anuncia criação da nova sede da Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos

A delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Emília Ferraz, anunciou, nesta quinta-feira (25/03), que o Governo do Amazonas cedeu um prédio, no bairro Japiim, zona sul de Manaus, para abrigar a Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), o que permitirá mais eficiência nas investigações dos crimes cibernéticos. O anúncio foi feito durante Sessão Especial em homenagem ao Dia Estadual de Conscientização e Combate às Fake News, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul da capital.

A solenidade foi requisitada pelo deputado estadual Sinésio Campos (PT), e estiveram presentes o vice-presidente da Aleam, deputado Carlinhos Bessa (PV); o delegado Heron Ferreira, titular da DERCC e o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas (SJP-AM), Wilson Carlos Braga Reis.

Na ocasião, a delegada-geral Emília Ferraz destacou o empenho da Polícia Civil no combate a este tipo de delito e a importância das pessoas se conscientizarem em relação à divulgação de notícias falsas. “A sociedade tem que estar vigilante, é essencial que reflitam e tenham cuidado para não divulgar mensagens que tenham procedências caluniosas. Precisamos combater essa prática e prezar pelo bem-estar de todos”, enfatizou Emília.

Ainda sobre a futura sede da Especializada, a delegada-geral ressaltou a importância do espaço para o trabalho de investigação. “Com esse novo local teremos um trabalho mais efetivo da instituição em crimes que ocorrem no ambiente virtual. Estamos trabalhando para levar mais segurança à população”, salientou ela.

O delegado Heron Ferreira, esclareceu que a DERCC tem como uma das suas atribuições, a investigação e identificação de autores de fake news e a Especializada atua fortemente no combate a este delito.

“As fake news são utilizadas também para outras práticas criminosas como crimes cibernéticos, injúria, calúnia, difamação, ameaça e outros. Ressalto que as pessoas estejam atentas e verifiquem a veracidade da informação, avaliem a fonte e se o site é confiável, bem como a estrutura do texto, possíveis erros de português e prestem atenção na data da publicação”, explicou o delegado.

Conforme Ferreira, de fevereiro de 2020 até fevereiro deste ano, foram registradas mais de 60 ocorrências que citam o termo fake news na descrição do Boletim de Ocorrência (BO) na DERCC.

Denúncias – A autoridade policial informou que as denúncias podem ser realizadas on-line pelo site da Polícia Civil: www.delegaciainterativa.am.gov.br. E em casos de urgência, as pessoas devem procurar a unidade policial mais próxima.

FOTO: Erlon Rodrigues/ PC-AM

-publicidade-