Polícia Civil elucida caso de falso sequestro envolvendo gerente de um estabelecimento comercial

delegada
Delegada Fabíola Queiroz

A Polícia Civil do Amazonas por meio da Titular do 12° Distrito Integrado de Polícia (DIP), , falou em coletiva de imprensa na manhã de hoje (5), sobre a elucidação do caso envolvendo o falso sequestro de Pedro Marks Brito Filho, 26, gerente de um estabelecimento comercial, localizado em shopping center da Zona Oeste de Manaus.

O gerente estava desaparecido segundo os seus familiares, desde o dia 31 de dezembro de 2014, quando foi visto pela última vez deixando o local onde trabalhava. Ele se apresentou à polícia na noite do último domingo, dia 4, na 41ª Delegacia Interativa de Polícia de Urucurituba, distante 208 Km em linha reta da capital. Do estabelecimento, foi subtraída a quantia de R$ 84.400,00.

De acordo com a Titular do 12° DIP, Delegada Fabíola Queiroz, o gerente teria forjado o próprio sequestro e na manhã do último sábado, dia 3, se arrependeu do ato e entrou em contato com a família para comunicar a prática e devolver a quantia levada do restaurante. O pai de Pedro foi quem devolveu o valor em dinheiro à Polícia Civil do município de Itacoatiara, após ter conhecimento do paradeiro do filho.

Ainda conforme a Delegada, Pedro Marks se apresentou na noite de ontem na Delegacia de Urucurituba. “Em depoimento ele falou que foi um momento de fraqueza, relatou que trabalhou normalmente durante todo o dia, mas que se sentiu tentado após fechar o estabelecimento e ao se ver sozinho no local, contou que desligou as câmeras de segurança e forçou o cofre. Retirou o dinheiro sem contar o valor e saiu do estabelecimento”, informou a Delegada.

No Distrito Policial, o homem foi indiciado no crime de furto qualificado. Ainda segundo a autoridade policial, ele ficará em liberdade, mas teve o processo remetido à Justiça, sob a qual está à disposição.