Adolescente e Fredson José Cunha de Oliveira
Adolescente e Fredson José Cunha de Oliveira

Uma ação conjunta entre policiais civis e militares realizada no início da tarde de segunda-feira, 26, resultou na apreensão de um adolescente de 17 anos, e na prisão de Ivan Alves da Cunha, 28, conhecido como “Negão”, envolvidos no homicídio do sargento da Polícia Militar, Fredson José Cunha de Oliveira, 39.

Participaram da ação, policiais lotados no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP), e das Delegacias Especializadas em Homicídios e Sequestros (DEHS), Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Prevenção e Repressão a Entorpecente (Depre), além de policiais militares da Força Tática, 18ª e 26ª Companhias Interativas Comunitárias (Cicom’s).

O crime aconteceu por volta das 11h30 de ontem, na rua da Conquista, no bloco 8 do conjunto Viver Melhor 4, bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus.

Ivan e o adolescente foram encontrados por volta das 13h, na comunidade Santa Marta, bairro Colônia Terra Nova, mesma zona onde o crime ocorreu. Durante as diligências, os policiais apreenderam ainda um revólver calibre 38, utilizado para matar o sargento, com dois projéteis intactos, e a motocicleta, modelo CG Titan, cor cinza e placa JXV 2570, também usada no delito.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira, dia 27, o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, revelou detalhes da investigação. “A testemunha e também vítima, informou que o sargento chegou ao conjunto para averiguar obras no apartamento dele, sendo que a testemunha viu o adolescente rondando o local e estranhou o comportamento do jovem. Resolveu então ir falar com ele, momento em que o sargento, que já estava em seu carro, percebeu a atitude suspeita do adolescente e foi até eles, pedindo para o jovem levantar a blusa, o qual em uma ação rápida, puxou o revólver da cintura e disparou contra o PM”, explicou o delegado.

Ivo Martins informou ainda que a intenção inicial do adolescente não era roubar, mas sim pegar do varal uma camisa para disfarçar os assaltos cometidos antes do homicídio que vitimou o sargento. “Antes do crime, eles roubaram em torno de dez celulares nas comunidades da Carbrás e Parque Riachuelo, então ele trocaria de roupa para não levantar suspeitas em torno desses roubos. Com isso, a morte do sargento não está ligada a subtração do patrimônio dele, ou seja, entendemos que não houve latrocínio, e sim, o homicídio e um roubo da arma da vítima”, detalhou.

“Já prendemos o Ivan, que foi a pessoa que cedeu a arma e a motocicleta utilizada no crime, apreendemos o adolescente que efetuou os disparos contra as vítimas, e agora estamos no encalço de Diego, conhecido por Neguinho ou Dieguinho, que pilotava a motocicleta utilizada no crime, o qual está em posse da arma da vítima”, concluiu a autoridade policial.

A delegada adjunta da DEHS, Sansha Sodré, destacou que Ivan foi autuado em flagrante por homicídio, tentativa de homicídio da testemunha, por resistência à prisão, já que no momento da abordagem ele ainda tentou fugir, e por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, uma vez que a arma utilizada para matar a vítima foi encontrada em sua casa.

Ao término dos procedimentos legais realizados na DEHS, Ivan será conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da Justiça. O adolescente foi conduzido à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAAI), onde já possui oito passagens por furtos, tráfico de drogas e ameaça, para os procedimentos cabíveis.

Diego - procurado
Procurado

O delegado Ivo Martins ressaltou ainda que o procurado Diego é considerado um indivíduo de alta periculosidade, e pediu a colaboração da população para localizá-lo. Quem tiver informações sobre ele deve entrar em contato com a DEHS pelo número 3682-3328, ou pelo número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado da Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). A Polícia Civil assegura o sigilo da identidade dos informantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here