A delegadas Sylvia Laureana e Suely Costa, titulares, respectivamente, da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) e do Posto de Policiamento Integrado (PPI) do Distrito de Cacau Pirêra, ambos situados em Iranduba, cumpriram mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome de Francisco de Assis Oliveira Ferreira, 24, conhecido como “Sula”, por envolvimento na morte de Sandro do Nascimento Salvino, “Sandrinho”. A vítima tinha 36 anos.

O resultado da ação, deflagrada pelas equipes da 31ª DIP e do PPI, foi apresentado na tarde desta quinta-feira (27/09), durante coletiva de imprensa realizada às 15h, no prédio da 31ª DIP, em Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital. Na unidade policial, a delegada Sylvia Laureana informou que Francisco foi preso na manhã de terça-feira (25/09), por volta das 10h30, na rua Bentivi, bairro Novo Amanhecer, naquela cidade.

Homicídio – De acordo com Laureana, no dia do crime, ocorrido no dia 8 de março deste ano. Na ocasião, a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo, enquanto dormia na casa da companheira dele. No dia do fato, Francisco e dois comparsas, identificados como Rinalti Miquéias e Raimundo Nonato da Silva Barros, foram os autores do crime. Conforme a delegada, três dias após a ação criminosa, Francisco e Rinalti executaram Raimundo, que tinha 20 anos, como forma de queima de arquivo. No entanto, Rinalti foi preso no dia (08/08) deste ano, pelo participação no crime.

“Hoje com a prisão de “Sula” temos a possibilidade de levar a outro patamar as investigações dos crimes que ocorrem em Iranduba e no resultado do combate à criminalidade no município. Nós temos esse dever de demonstrar à sociedade do Amazonas que a Polícia Civil está atuando e dando resposta com a elucidação de crimes, por determinação do secretário extraordinário, coronel Walter Cruz, com o GuardiAM 24h, elevando as investigações para outro patamar”, declarou Laureana.

Ao longo da coletiva, a delegada Suely Costa, ressaltou que o infrator era temido pelos populares daquela região por agir de forma violenta. “Francisco é uma pessoa de alta periculosidade que amedrontava, assustava e aterrorizava a comunidade do município. O infrator tinha também envolvimento com o tráfico de drogas e atuava fortemente em roubos”, disse.

Processos na Justiça – A delegada Sylvia Laureana argumentou que “Sula” já responde por tentativa de homicídio, roubo, possui cinco passagens por tráfico de drogas e também pelo crime de tortura, praticado contra um detento, na época que estava preso na carceragem da 31ª DIP.

Indiciamento – A ordem judicial por homicídio qualificado em nome de Francisco foi expedido no dia 14 de junho deste ano, pelo juiz Rafael da Rocha Lima, da 2ª Vara da Comarca de Iranduba. Francisco foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, ele será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) em Manaus, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here