IMG_0019A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Titular da 4ª Seccional Oeste, Delegada Suely Costa, falou em coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje (6), na sede do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), sobre a prisão de Huerdeson Paulino de Melo, o “Moicano”, 22. Ele é apontado como o terceiro envolvido no latrocínio, ocorrido em dezembro de 2014, na Zona Rural de Manaus.

Huerdeson foi preso na tarde de ontem (5), no porto do município de Manacapuru, distante 68 Km em linha reta da capital, no momento em que saia no barco de pesca Dom Bosco. Ele é apontado como o terceiro integrante no latrocínio que vitimou Antônio Marcos Carpino de Lima, 23, conhecido por “Marquinhos”, e de seu ajudante, José Luiz de Souza, 51, ocorrido na noite do dia 19 de dezembro de 2014, no barco Canário do Rio Negro, nas proximidades da comunidade Paraná do Moura, lugar conhecido como “Sovaco da Cobra”, que fica na área rural da cidade.

A embarcação foi encontrada no dia seguinte ao crime, por volta das 13h, sem os ocupantes, próximo ao local onde o crime aconteceu, com vários vestígios de sangue. Já os corpos das vítimas só foram encontrados no dia 22 de dezembro de 2014, nas imediações das comunidades Aruau e Mipindiaú, também na zona rural, decapitados e um deles sem um dos membros superiores.

De acordo com a Delegada Suely Costa, o preso declarou que participou do roubo porque com o dinheiro iria comprar roupas, e ainda cortar e pintar o cabelo para passar as festas de fim de ano. No dia do delito, os quatro levaram das vítimas, R$ 3 mil em espécie, combustível, oito litros de aguardente de cana, além de peças mecânicas do barco.

A partir do depoimento dos dois primeiros presos, os Policiais Civis lotados na 4ª Seccional Oeste, 19º DIP, e integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA), realizaram diligências na comunidade, onde recuperaram a arma, uma espingarda calibre 20, um alternador e ferramentas da embarcação roubadas no dia do crime. Além desses materiais, os policiais recuperaram ainda R$ 205 em dinheiro. Ainda de acordo com a Delegada, um último integrante do latrocínio continua foragido, identificado por Walber Brito do Nascimento, o “Binho”.

A Polícia Civil ainda procura por “Binho” e quem souber do paradeiro dele pode ligar para a 4ª Seccional Oeste ou 19º DIP nos números: 3673-5335 e 3625-4343, respectivamente, ou para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). É garantido o sigilo da identidade dos informantes.

IMG_0003A Delegada Suely Costa orientou ainda durante a coletiva, que os comerciantes que trabalham com vendas nas comunidades ribeirinhas, que restrinjam informações sobre valores em dinheiro transportado em suas embarcações, para que não coloquem sua própria segurança em risco.

Ao término dos procedimentos legais cabíveis realizados no Distrito de Polícia, o criminoso será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará preso à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here