Take a fresh look at your lifestyle.

Polícia Federal apreende cerca de 300kg de carne de caça, armas e munições no Amazonas

Foram encontrados carne fresca, de peixe, paca, veado, jacaré e até macaco

-publicidade-

A Polícia Federal em Tabatinga, durante em ação conjunta com a FUNAI e a Força Nacional, prendeu dez integrantes de uma associação criminosa que praticava atividades predatórias no Vale do Javari, terra indígena demarcada, situada entre os municípios de Atalaia do Norte e Guajará. A prisão em flagrante foi efetuada em 11 de abril de 2020, após a condução dos criminosos para Tabatinga. A média da idade dos presos é de aproximadamente 33 anos.

Próximos às margens do Rio Quixito (um dos afluentes do Rio Javari), havia uma casa que era utilizada pelo grupo criminoso para apoio logístico, e duas embarcações tipo canoão, dentro das quais haviam freezers que acondicionavam a carne decorrente das atividades predatórias. Foram encontrados cerca de 300 kg de carne fresca, dentre espécies peixe, paca, veado, jacaré e até macaco. Foram encontrados e libertados três animais vivos: um macaco preto, uma paca e um tracajá.

Houve também a apreensão de 4 espingardas, e 70 munições calibre 16, itens utilizados pelos criminosos na prática das atividades ilícitas.

Crimes Investigados

Diante da situação apresentada foi dada voz de prisão aos homens, sendo estes conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal em Tabatinga.

Mediante os fatos, foi ratificada a prisão e instaurado Inquérito Policial mediante Auto de Prisão em Flagrante, com indiciamento pelos crimes de Caça Proibida, Pesca Proibida, Maus Tratos (artigos 29, 34 e 32 da Lei de Crimes Ambientais -Lei Federal 9.605), Porte ilegal de arma de fogo de uso permitido (artigo 14 do Estatuto do Desarmamento- Lei Federal 10.826) e Associação Criminosa (artigo 288 do Código Penal).

-publicidade-