Polícia prende reincidente denunciado por roubo ocorrido em junho deste ano

Maik Mota de Souza

A equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru cumpriu na manhã desta terça-feira (16/10), por volta das 9h, mandado de prisão preventiva por roubo em nome de Maik Mota de Souza, 36. O crime ocorreu na manhã do dia 23 de junho, deste ano, na Praça 16 de Julho, bairro Centro.

Conforme a autoridade policial, no dia do delito, por volta das 10h, Maik, em posse de uma arma de fogo, abordou uma jovem de 19 anos em uma praça. Na ocasião, exigiu que ela entregasse o aparelho celular que carregava, da marca Blu e R$ 40 em espécie. Torres explicou que após a ação criminosa, a vítima foi até à unidade policial formalizar a ocorrência. Ao longo das investigações em torno do caso, os policiais civis da DIP de Manacapuru tiveram acesso às imagens captadas por câmeras de segurança instaladas próximas ao local onde o roubo aconteceu.

O titular da DIP de Manacapuru destacou que, a partir das gravações, Maik foi identificado. A vítima também reconheceu o infrator como autor do roubo. Diante disso, o delegado representou à Justiça o pedido de prisão preventiva por roubo em nome do elemento. O documento foi expedido no dia 11 de outubro deste ano, pelo juiz Edson Rosas Neto, da 1ª Vara de Manacapuru.

“Com o intuito de cumprirmos a ordem judicial, nos dirigimos até a casa onde Maik estava morando, situada na rua Pastor José Pereira, bairro Liberdade, onde efetuamos a prisão do infrator. Durante depoimento na unidade policial, ele confessou a autoria do roubo. O homem argumentou que estava sob efeito de substâncias entorpecentes e bebidas alcoólicas. Maik negou portar uma arma de fogo durante a ação, porém nas filmagens é possível visualizar, na mão dele, um objeto em formato de arma de fogo”, disse Torres.

Reincidente – Ao longo dos procedimentos, a autoridade policial identificou que Maik já responde a três processos por roubo. Inclusive, ele já teve uma sentença condenatória de oito anos de reclusão pelo mesmo delito. “A retirada desse indivíduo de alta periculosidade do convívio social foi recebida com satisfação pelos moradores deste município. O infrator já é conhecido pela prática de delitos contra o patrimônio alheio”, destacou o delegado.

Indiciamento – Maik foi indiciado por roubo majorado. Ele irá permanecer custodiado na carceragem da DIP de Manacapuru, que funciona como unidade prisional, à disposição da Justiça.

FOTO: DIVULGAÇÃO/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL DO AMAZONAS