A equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru cumpriu na manhã de quinta-feira (29/11), por volta das 10h, mandado de prisão preventiva por latrocínio em nome de César Pinheiro da Silva, 19, envolvido na morte de Raimundo Nonato Arcanjo dos Santos. O crime aconteceu no último sábado (24/11), naquele município, distante 68 quilômetros em linha reta da capital. Durante diligências em torno do caso, um adolescente de 16 anos foi apreendido. As informações são do delegado Rodrigo Torres, titular da unidade policial.

De acordo com a autoridade policial, a equipe de investigação da DIP de Manacapuru tomou conhecimento do fato na manhã do último domingo (25/11), quando o corpo da vítima foi encontrado. O latrocínio aconteceu na casa onde Raimundo morava, na Comunidade Palestina, zona rural de Manacapuru.Na ocasião, Raimundo foi atingido por golpes de terçado no pescoço. A vítima tinha 66 anos.

“Ao longo das nossas intensas investigações em torno desse crime bárbaro e cruel, conseguimos identificar os autores na quarta-feira (28/11). Após a identificação, representei junto à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome de César e também a internação do menor infrator. Durante as diligências, logramos êxito em localizar a dupla. Em seguida levamos os indivíduos até a unidade policial, onde eles confessaram a autoria do crime”, explicou Torres.

O titular da DIP de Manacapuru ressaltou que, em depoimento na delegacia, ambos relataram que haviam ido até a residência do idoso para praticar um roubo. No entanto, no decorrer da ação criminosa, Raimundo reagiu e a dupla desferiu os golpes de terçado que ocasionaram a morte do homem. “Eles levaram da casa de Raimundo R$ 100 e três litros de bebidas alcoólicas. Em seguida, ainda foram a uma festa”, disse.

Torres destacou que a dupla se mostrou fria e com personalidade voltada para a prática de crimes cruéis. César foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis, ele irá permanecer custodiado na DIP de Manacapuru, à disposição da Justiça. Já o adolescente irá responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio. Em seguida será encaminhado à Unidade de Internação Provisória (UIP), em Manaus.

FOTOS: Divulgação / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here