Júlio- suspeito do homicídio
Júlio Alves Gonzaga Júnior

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tefé, distante 523 quilômetros em linha reta de Manaus, prendeu na tarde da última segunda-feira, 23, o mototaxista Júlio Alves Gonzaga Júnior, 27. Na ocasião, ele estava na Rua Uarini, bairro Santo Antônio, localizado naquele município. O homem é apontado como autor do homicídio do carregador Gilson Dias de Sá, 23, ocorrido na madrugada do dia 15 de fevereiro deste ano.

Júlio foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pelo juíz Ian Andrezzo Dutra, da 2° Vara da Comarca de Tefé, no dia 19 de fevereiro deste ano. A ação foi coordenada pelo delegado adjunto, Rodrigo Torres, e contou com o apoio do titular da unidade policial, Eunaudo Gomes Rodrigues, e de Danilo Bacarin, titular da Delegacia Especializada de Tefé.

De acordo com o delegado adjunto do DIP, o crime ocorreu dentro de uma casa abandonada, localizada na Rua Vitória, também no bairro Santo Antônio. O mototaxista teria desferido três golpes de faca no peito de Gilson. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local, antes de receber atendimento médico.

“O homicídio tinha requintes de crueldade. Além de perfurar o peito, o agressor usou a arma branca para cortar o pescoço do carregador, o que acabou abrindo um buraco na região da garganta. O crime causou grande comoção no município, devido à forma como a vítima foi morta. Em depoimento, o homem informou que, antes de cometer o delito, ele e Gilson usaram drogas”, explicou Rodrigo.

Rodrigo complementou ainda que, após usarem os entorpecentes, os dois tiveram um desentendimento e Júlio teria matado o amigo por medo de ser morto primeiro.

A autoridade policial informou também que Júlio já tinha passagem pela polícia por uma tentativa de homicídio cometida em 2007, no mesmo município. Após o término dos procedimentos cabíveis, ele foi autuado por homicídio qualificado por meio cruel (Artigo 121, § 2º, Inciso III do Código Penal Brasileiro) e encaminhado à Unidade Prisional de Tefé, onde ficará à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here