Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Policiais civis do 4° DIP prendem homem investigado por tráfico de drogas há quatro meses

Marcelo Cortez AlvesA Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP), prendeu na manhã desta quinta-feira, 26, um homem que já vinha sendo investigado, há pelo menos quatro meses, pelo crime de tráfico de drogas. Marcelo Cortez Alves, 25, foi detido por volta das 9h, na casa onde residia, localizada na Rua Benedito Lira, bairro Novo Reino II, zona Leste de Manaus.

A delegada responsável pela prisão e titular do 4° DIP, Ana Patrícia Ventilari, informou que as investigações sobre o homem começaram após diversos registros telefônicos que denunciavam a atuação ilícita de Marcelo. “Todos os telefonemas que recebíamos eram anônimos, mas detalhavam sobre o horário em que ele praticava o crime, geralmente entre 22h e 3h da madrugada, sempre em via pública e sem apresentar nenhum medo do patrulhamento policial”, disse.

Ainda de acordo com a delegada, a partir de informações reunidas pelos investigadores da unidade, uma equipe de agentes policiais começou a fazer campana nos arredores da casa do homem. Na manhã de hoje, os servidores foram informados que Marcelo teria acabado de receber uma nova carga de entorpecentes para a comercialização.

Na casa dele, os policiais encontraram 32 trouxinhas com características de pasta base de cocaína, oito trouxinhas similares à cocaína em pó, 10 pequenos pacotes com aparência de maconha e duas porções parecidas com oxi. Todo o material estava escondido dentro de um aparelho televisor, na sala da residência.

“No momento da ação, o homem recebeu um telefonema de um dos compradores dele e chegou a informar que estava sendo preso. Após desligar a ligação, Marcelo ainda tentou fugir da casa, mas não conseguiu”, disse a titular.

Conduzido até a unidade policial, o homem foi autuado por tráfico de drogas e após o término das diligências realizadas na delegacia, ele deverá ser encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

-publicidade-