As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Policiais da Depca registram prisão de homem denunciado por estupro de vulnerável

Gov-02

Marcelo da Costa GonçalvesA Polícia Civil do Amazonas, por meio dos servidores da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), registrou a prisão na tarde deste domingo, 1º, do ajudante de pedreiro Marcelo da Costa Gonçalves, 33, denunciado pelo estupro de uma criança de 11 anos, ocorrido por volta das 15h de ontem, na Comunidade Fazendinha, zona Norte de Manaus.

De acordo com a delegada titular da Depca, Linda Gláucia Moraes, o padrasto da vítima teria pedido que ela fosse à casa de Marcelo para pegar um machado emprestado. A menina teria batido na porta do vizinho procurando pela esposa dele. Na ocasião, o suspeito informou que a mulher estava no banho, mas que a criança poderia entrar para procurar o objeto.

Com base nos depoimentos colhidos, o suspeito, que usava apenas uma toalha de banho enrolada ao corpo, aproveitou um descuido da menina, colocou as sandálias da criança para dentro da residência e trancou a porta.

Marcelo, segundo a autoridade policial, estaria embriagado no momento em que teria cometido atos libidinosos com a criança, mas não conseguiu consumar a violência sexual.

Gov-03

Preocupado com o sumiço da enteada, o padrasto da menina acionou a Polícia Militar. Vizinhos também ajudaram nas buscas pela criança. O suspeito, conforme testemunhas, ainda tentou esconder a criança, deixando-a trancada em um banheiro. Desconfiados, populares entraram na casa de Marcelo e resgataram a menina.

Em seguida, entraram em contato com os policiais da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que conduziram Marcelo à Depca. No local, o homem alegou que a vítima teria se insinuado para ele e que ela não queria sair da residência dele.

Ainda na unidade policial, Marcelo – que já passagem pela polícia por tráfico de drogas e roubo – foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável (Art. 217 do Código Penal Brasileiro). Ao término dos procedimentos cabíveis, ele foi conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficará à disposição da justiça.

A criança foi submetida a exame de corpo de delito, que comprovou a veracidade do crime. Ela terá acompanhamento psicossocial junto à Rede de Proteção às vítimas de violência sexual.