Take a fresh look at your lifestyle.

Policiais do Denarc prendem colombianos com aproximadamente 16 kg de drogas em Manaus

-publicidade-

ColombianosInvestigadores lotados no Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc) prenderam na tarde de quarta-feira, 4, quatro pessoas e apreenderam uma adolescente de 17 anos, todos de nacionalidade colombiana, por ligação com o tráfico de drogas na cidade. A ação foi coordenada pelo diretor do setor, delegado Samir Freire, e contou ainda com o apoio do delegado Thyago Tenório, que reforça a nova equipe da repartição.

Fernando Torres Alvarez, 40, conhecido como “Flaco”; o tio de Fernando, Edwin Sneider Puentes Alvarez, 27; Campos Elias Valencia Medina, 66, e a esposa de Campos, Lia Montenegro de Valencia, 58, foram presos por volta das 16h30, na residência do casal, situada na Rua Aleixo, zona Norte da capital. A filha de Campos e Lia, uma adolescente de 17 anos, foi apreendida durante a ação policial.

Há aproximadamente um mês, policiais do Denarc receberam denúncias informando a comercialização de drogas pelo casal. Desde então, os policiais iniciaram as investigações e ontem, após montarem campana nas proximidades da residência, efetuaram a prisão do grupo.

As primeiras pessoas a serem presas foram Fernando e Edwin, no momento em que estavam chegando ao imóvel em uma picape Frontier, de cor preta e placas JXT–9949, que foi apreendida pelos policiais. Durante abordagem, Fernando apresentou documentos falsos, com nacionalidade brasileira. Com a dupla foram apreendidos R$ 4,9 mil em espécie. Fernando e Edwin informaram aos policiais que dentro da casa havia mais droga escondida.

No quintal da residência do casal os policiais encontraram um pacote pesando cerca de 1 kg de substância entorpecente com características de skunk, espécie de maconha produzida em laboratório. Ainda no lugar, após cavarem um buraco de aproximadamente um metro e meio, encontraram mais 15 quilos da mesma substância, distribuídos em 18 tabletes.

Também foram apreendidos no local eletroeletrônicos sem notas fiscais, supostamente oriundos do tráfico de drogas. O delegado Thyago Tenório informou, durante coletiva de imprensa realizada na manhã de hoje, dia 5, na sede da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste da capital, detalhes da investigação que culminou nas prisões dos envolvidos.

“Mais uma vez a Polícia Civil, por meio do Denarc, está atuando fortemente contra o narcotráfico. Desta vez conseguimos apreender cerca de 16 quilos de drogas. Fernando, que é o líder do bando, utilizava a casa do casal de idosos para guardar as drogas”, disse Tenório.

Ainda na ocasião, a autoridade policial revelou que Lia Montenegro trabalhava no Consulado da Colômbia em Manaus. “Aparentemente era um casal normal, sem qualquer suspeita, mas todos eles se conheciam há mais de um ano, inclusive o marido de Lia declarou que o sonho do casal era construir uma mansão em Manaus e comprar uma picape”, frisou Tenório.

O delegado do Denarc ressaltou ainda que a ligação entre as pessoas presas na última segunda-feira, dentre elas dois colombianos, provavelmente é em relação ao fornecedor da droga, pois eles não se conhecem. Tenório afirmou que as investigações irão continuar para tentar prender mais pessoas envolvidas no esquema criminoso.

Presente na coletiva de imprensa, o delegado geral de Polícia Civil, Orlando Amaral, declarou que essas prisões são resultantes de mais um excelente trabalho realizado pelos policiais do Denarc. “As equipes têm feito grandes apreensões, tirando de circulação pessoas envolvidas com o narcotráfico. Este é um serviço muito importante para a população. A Polícia Civil, mesmo com todas as dificuldades, tem dado esse apoio, por meio de efetivo, ao departamento”, argumentou.

Campos, Lia e Edwin foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Já Fernando foi autuado por tráfico de drogas, associação para o tráfico e uso de documento falso. Ao término dos procedimentos cabíveis, realizados na unidade policial, Campos, Edwin e Fernando foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde irão ficar à disposição da Justiça.

Lia será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), situada no km 8 da rodovia federal BR – 174, aguardando julgamento. A adolescente foi levada à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

-publicidade-