A Polícia Civil do Amazonas, por meio dos delegados Juan Valério e Guilherme Torres, respectivamente, diretor e diretor adjunto do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), apresentou à imprensa nesta terça-feira, 8, no auditório da Delegacia Geral, zona Centro-Oeste, o ex-presidiário Marcelo Dias Silva, 36 anos. Ele foi preso segunda-feira, 7, com 100 quilos de maconha e comum e do tipo ‘skunk’ no bairro Mutirãozinho, na comunidade Cacau-Pirêra, no município de Iranduba, distante 27 quilômetros em linha reta da capital.

De acordo com as autoridades policiais, a prisão do infrator e a apreensão das drogas avaliadas em aproximadamente R$ 500 mil, foram resultados de um mês de operação da equipe de inteligência da DRCO com o trabalho de monitoramento na ponte Rio Negro e em bairros do Cacau-Pirêra. “Essa é a segunda vez que Marcelo é preso. A primeira foi em 1999 por homicídio e passou a traficar drogas”, informou Juan Valério.

O delegado titular do DRCO informou, ainda, que a droga desembarcou no município de Manacapuru, distante 89 quilômetros de Manaus, de uma embarcação vinda de Tabatinga, a 1.060 quilômetros e seria distribuído nos bairros da capital. Ainda segundo Juan Valério, o infrator confessou em depoimento que pegou a recebeu o material de um homem naquela cidade por volta das 12h de segunda-feira e receberia R$ 20 mil de uma terceira pessoa – que está sendo investigada – para transportar da droga.

O delegado adjunto Guilherme Torres informou que o material estava dividido em tabletes de 2kg e foi apreendido por volta das 20h na rua São Paulo, no bairro Mutirãozinho, no porta-malas de um HB20 placas PWW-4165 alugado de uma locadora em Manaus. O carro também foi apreendido e o DRCO vai solicitar da Justiça o perdimento do veículo para ser utilizado no trabalho de repressão e combate ao tráfico de drogas na capital.

Marcelo Dias foi atuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas (modalidade transportar) e nesta terça-feira, levado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. Ele será encaminhado ainda semana ao Centro de Detenção Provisório Masculinho (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), onde ficará à disposição da Justiça.