Take a fresh look at your lifestyle.

Policiais do DRCO prendem dois homens envolvidos com receptação, furto e uso de documentos falsos de veículos

-publicidade-

duplaUma ação deflagrada na manhã da última quinta-feira, 5, por policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), resultou nas prisões de Yuri Gomes Rodrigues, 26, e Wanderson Santos Bentes Lopes, 22, pelos crimes de furto, receptação e uso de documentos falsos. O fato ocorreu na Rua Presidente Vargas, bairro Zumbi I e na Rua Jacundá, bairro Novo Reino 2, ambos zona Leste da cidade.
De acordo com o diretor do DRCO, delegado Rafael Allemand, o nome de Yuri foi descoberto durante as investigações realizadas na época da operação Pit Stop, deflagrada em outubro de 2014.

“Na manhã de ontem, recebemos uma denúncia de que na residência dele havia três veículos roubados. Os policiais foram até o local e apreenderam um veículo Honda Civic, preto, com restrição de furto e duas motos: uma CB300, com placa clonada, e uma Titan CG 125, com chassi adulterado”, informou.

Em investigações, a equipe do DRCO descobriu que o Civic era do ex-patrão de Yuri, para quem trabalhou como motorista por cinco anos. “Ele tinha a informação de que o veículo estava com problemas e não conseguia ser trancado, o que deve ter facilitado o furto”, complementou a autoridade.

Em depoimento, Yuri disse que havia comprado o veículo e negou a autoria do delito. Ele revelou ainda que Wanderson estaria com mais veículos furtados. Com esta informação, na madrugada desta sexta-feira, 6, policiais localizaram a residência dele e identificaram um veículo Gol, de cor branca, com restrição de roubo.

No decorrer da oitiva de Wanderson, ele informou à polícia que havia vendido uma motocicleta roubada para Douglas Rodrigues Ramos, 22. O jovem foi localizado e com ele foi encontrada a moto, uma CG 150, branca. Segundo a autoridade policial, investigações continuarão sendo realizadas para que outros possíveis envolvidos no mesmo crime sejam descobertos.

Yuri foi preso em flagrante receptação e indiciado por furto, já Wanderson foi autuado pelos crimes receptação e uso de documento falso. Foi arbitrada fiança de R$ 5 mil para Yuri, mas ele não pagou. Os dois foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça. Douglas responderá apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por receptação culposa. Ele foi liberado após os procedimentos.

-publicidade-