A Polícia Civil do Amazonas, por meio de servidores do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), prendeu na tarde de quarta-feira, 18, por volta das 15h30, Jacson Gomes de Souza, 22, Ricardo Soeiro Ferreira, 26, e Lúcio de Holanda Braga Campelo, 60, após o trio ter participado de um roubo a uma loja de tintas situada no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul da cidade.
De acordo com o delegado titular do DRCO, Rafael Allemand, os policiais chegaram até Jacson a partir de investigações sobre roubos cometidos na capital. “Assim que fomos informados sobre o roubo ao estabelecimento comercial, ocorrido por volta das 14h de ontem, demos início às diligências e confirmamos a participação de Jacson no crime”, declarou a autoridade policial.

Durante as buscas, os policiais do DRCO foram até um imóvel onde Jacson supostamente estaria, na rua Q do bairro Santa Inês, zona Leste. Nas proximidades da casa, o jovem e a companheira dele foram abordados em via pública. Além de confessar participação no roubo, os policiais encontraram com ele R$ 1,8 mil em espécie.

Conforme a equipe de investigação, Jacson apontou também como participantes do roubo o agente penitenciário Lúcio, conhecido como “Velho”, além de Ricardo, motorista da loja de tintas, que teria repassado informações privilegiadas sobre o local onde o dinheiro ficava guardado no lugar.

Na casa de Lúcio, localizada na Rua 189 do núcleo 16 do bairro Cidade Nova 3, zona Norte, os policiais apreenderam uma pistola calibre 7.65 e dez munições. No momento em que os investigadores estavam na casa de Lúcio fazendo revista Ricardo chegou ao local.

Conforme Allemand, o funcionário da loja, responsável por informar a quantia existente no caixa, havia ido ao imóvel para pegar parte em dinheiro pela participação no crime. “Ele ainda tentou fugir na motocicleta que estava, mas foi alcançado e, consequentemente, teve a participação no roubo confirmada”, informou.

A autoridade policial explicou ainda que a ação foi gravada pelo circuito interno de segurança da loja de tintas e que além dos três homens presos, dois estão foragidos. As investigações irão continuar para localizar e prender os outros indivíduos envolvidos no delito.

Jacson, Ricardo e Lúcio foram autuados por roubo duplamente majorado pelo uso de arma de fogo e associação criminosa, previstos nos Artigos 157, parágrafo segundo, incisos um e dois, e 288, parágrafo único. Ambos do Código Penal Brasileiro (CPB). Ao término dos procedimentos cabíveis, eles serão conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão à disposição da Justiça.