Amazonas Notícias

Polícias Civil e Militar deflagram Operação Notorius e prendem integrantes de organização criminosa com arsenal de armas

Os indivíduos eram responsáveis por transporte nacional e internacional de drogas e por gerenciar o financeiro da organização criminosa

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em conjunto com a 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), deflagrou a Operação Notorius e prendeu dois indivíduos, conhecidos como Ricardo “Barba” ou “Cavaleiro” e Weslley “o Matemático” ou “Turco”, em posse de um arsenal de armas.

A dupla foi presa na tarde de quinta-feira (07/03), e com eles foram encontrados um fuzil calibre 556, três revólveres e seis pistolas, além de munições. Os materiais pertencem a uma organização criminosa vinculada ao tráfico de drogas.

Conforme o delegado Cícero Túlio, titular do 1º DIP, as investigações iniciaram há aproximadamente um mês, a partir de compartilhamento de informações que foram prestadas pela 3ª Cicom. Então foi possível constatar que os dois indivíduos atuavam com o tráfico de drogas na zona sul de Manaus, além do envio de drogas para outros lugares, e a manutenção de armas de fogo.

“A partir do monitoramento e, com apoio do Cerco Inteligente de Videomonitoramento, conseguimos identificar alguns veículos que eram utilizados pelos infratores. Os policiais militares da 3ª Cicom auxiliaram de forma incisiva no sentido de realizar o acompanhamento durante vários dias da semana, para que pudéssemos ter um controle da rotina dos indivíduos, e conseguir êxito no momento da abordagem”, explicou.

Segundo o delegado, durante as investigações, também foi constatado que ao “Barba” teria sido dada a responsabilidade de intermediar remessa de drogas em transatlântico, com destino a países da Europa e África.

“Ele tinha contato com diversos donos de embarcações, de vários municípios do Amazonas, e induzia os tripulantes para que eles trouxessem drogas do interior do Estado com destino à capital amazonense. Quanto ao “O Matemático” ou “Turco” seria responsável por gerenciar parte dos negócios financeiros da organização criminosa”, falou.

O capitão Laio Pontes, comandante da 3ª Cicom, contou que, no momento em que os policiais civis da Companhia receberam as informações acerca das atitudes ilícitas dos indivíduos, foi verificada a necessidade de uma ação integrada entre as Polícias Civil e Militar, para que a ocorrência fosse finalizada com sucesso.

“As informações davam conta de que um dos alvos tinha o controle, tanto de materiais entorpecentes quanto de armas de fogo, para dentro e para fora do país. Durante o monitoramento, foi averiguado que os criminosos faziam uso de vários carros para dificultar a abordagem da polícia, por isso montamos esta operação integrada”, citou.

Segundo o comandante da 3ª Cicom, logo no primeiro alvo já houve um flagrante, tendo em vista que com ele foi encontrada uma arma de fogo, e, dali em diante, ocorreram as outras diligências em busca das outras armas e do outro alvo.

“Tudo iniciou na zona sul, tendo em vista que o alvo principal é responsável por abastecer o tráfico de drogas naquela região da cidade. Não houve resistência por parte de nenhum dos alvos que esta operação buscou, e logrou êxito, em prender”, disse.

Procedimentos

Os indivíduos responderão por porte de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa e ficarão à disposição da Justiça.

FOTOS: Erlon Rodrigues/PC-AM.

Relacioandos