Política predomina em grupos de WhatsApp no Brasil, indica pesquisa

Uma pesquisa feita pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com a PUC-MG, apontou que temas políticos são o principal assunto discutido em grupos de Whatsapp no Brasil. Os dados coletados são de janeiro a abril de 2018, relativos a mensagens de texto e títulos de vídeos.

Cerca de 60 grupos do aplicativo foram avaliados. São grupos em que os links de participação são postados na internet e não precisam de autorização dos administradores para a entrada.

Entre as expressões mais citadas, estão Lula, Bolsonaro, Dilma, Ciro, golpe, impeachment e assuntos ligados às eleições presidenciais de outubro. Segundo a pesquisa, a maioria dos vídeos compartilhadores era a respeito de Jair Bolsonaro.

O estudo também levantou informações sobre grupos na Indonésia e na Índia, a título de comparação. Diferentemente do Brasil, nesses dois países, os temas predominantes são anúncios e propagandas.

Em outra pesquisa, a Universidade Federal de Minas Gerais comparou grupos políticos e não políticos. Segundo a UFMG, os resultados mostram que grupos políticos tendem a ser mais movimentados, e que o maior volume de mensagens é postado por poucos usuários.

Reportagem, Thiago Marcolini